Novela A Favorita quase foi arruinada por briga entre diretor e protagonista: “Melhor chamar outra atriz”


Patrícia Pillar e Claudia Raia protagonizaram A Favorita. (Foto: reprodução)
Patrícia Pillar e Claudia Raia protagonizaram A Favorita. (Foto: reprodução/ Globo)

Exibida recentemente pela Globo, A Favorita (2008) se tornou um grande sucesso, tendo sido um dos folhetins mais clamados pelo público para ganhar uma reprise na emissora. Nos bastidores, no entanto, a novela sofreu com alguns problemas em relação ao elenco, com direito a briga envolvendo a protagonista Cláudia Raia, que quase impediu o andamento da trama.

Intérprete da mocinha Donatela, que rivalizava com Flora (Patrícia Pillar), Raia teve uma discussão feia com o diretor da novela, Ricardo Waddington, por divergências criativas. Em seu livro, Sempre Raia um Novo Dia, a famosa contou que o diretor pediu que ela atuasse de forma mais minimalista, para ficar no mesmo tom de Patrícia Pillar como a Flora, mas a atriz não concordou com isso.

Raia se justificou, falando que o diretor havia combinado outro tipo de tom para a sua atuação no início dos trabalhos na novela, e que essa foi a razão pela qual ela não aceitou assumir uma nova versão no folhetim escrito por João Emanuel Carneiro.

Cláudia Raia e Ricardo Waddington. (foto: reprodução)
Cláudia Raia e Ricardo Waddington. (foto: reprodução)

Atriz quase deixou a novela A Favorita

A atriz ficou tão irritada com a situação, que por pouco não deixou A Favorita, pedindo para que arranjassem outra pessoa para o papel. “Então é melhor você chamar outra atriz, porque não foi isso que você combinou comigo”, disse a famosa ao diretor. “Você me pediu para fazer uma mulher rude”, argumentou ela.

A discussão se tornou ainda mais acalorada, e para se vingar, Claudia Raia chegou a esconder os óculos de Waddington, que os procurou por mais três horas. Depois de um tempo, no entanto, o diretor acabou se rendendo e pedindo desculpas à protagonista, para que assim os trabalhos da novela fossem retomados normalmente. “Ele me pediu desculpa diante de todos, devolvi os óculos, a temperatura baixou, criamos uma ponte e acabou tudo em amor”, contou a atriz, que hoje mantém uma boa relação com o diretor.