Astro de “Castelo Rá Tim Bum” morreu de Aids e emissora fez de tudo para abafar o caso


Estrela de Castelo Rá- Tim- Bum morreu de Aids e emissora fez de tudo para abafar o caso (Foto Reprodução/Tv Cultura)
Estrela de Castelo Rá- Tim- Bum morreu de Aids e emissora fez de tudo para abafar o caso (Foto Reprodução/Memória da Tv)

Após anos escondendo, segredo envolvendo a morte de um querido ator de Castelo-Rá-Tim-Bum veio à tona

A série infantil que mais marcou gerações, com certeza foi a  “Castelo Rá-Tim-Bum”, exibida  pela TV Cultura em meados da década de 90, a produção exibia o cotidiano do castelo em que vivia Nino (Cássio Scapin), garoto de 300 anos, que brincava com seus amigos Pedro (Luciano Amaral), Biba (Cinthya Rachel) e Zequinha (Freddy Allan).

Nino, Biba, Zequinha e Pedro, eram o núcleo central da série infantil Castelo Rá-Tim-Bum  (Foto Reprodução/Internet)
Nino, Biba, Zequinha e Pedro, eram o núcleo central da série infantil (Foto Reprodução/Internet)

No castelo, eles recebiam várias visitas, como a de Penélope (Angela Dippe), Caipora (Patrícia Gasppar), Bongô (Eduardo Silva), entre outros. E mesmo não participando de todos os episódios, um personagem muito querido pelo público era o Etevaldo, vivido pelo ator Wagner Bello.

 A série Castelo Rá-Tim-Bum marcou gerações (Foto Reprodução/Internet)
A série Castelo Rá-Tim-Bum marcou gerações (Foto Reprodução/Internet)

Inocente e brincalhão, o personagem logo conseguiu um cantinho no coração de todos os brasileiros, porém, infelizmente a sua presença dele no elenco durou muito pouco, visto que, ele ficou apenas três meses na atração. o fato é que em 1994, antes de gravar a última aparição no “Castelo Rá-Tim-Bum”, o astro acabou falecendo aos 29 anos, vítima de complicações causadas pela Aids.

Capitulo de homenagem

Afim de prestar uma homenagem, a direção do programa convidou Siomara Schoroder para interpretar a irmã dele, Etcetera, uma alienígena tímida que usava praticamente o mesmo figurino:

+Autor quase arruinou casamento de Tony Ramos por causa de novela: “Precisa trabalhar”

“Eles me chamaram para fazer a finalização do personagem dele, porque a produção estava recebendo muitas cartas das crianças. Elas estavam indignadas: ‘Cadê o Etevaldo?’, e as pessoas escondendo, porque o HIV era um mito e não queriam associar ao programa a doença e a morte”.

Os roteiristas centraram um episódio na extraterrestre e em Zequinha. Seu intérprete, o ator mirim Freddy Allan, ficou muito abalado com a morte do colega de Castelo:

“Quando eu entrei no estúdio, a reação do elenco foi me abraçar. Eu estava extremamente emocionada, com medo de chorar e borrar a maquiagem. O episódio era bonito, ela explicou que o Etevaldo foi brincar nas estrelas“- Relembrou ele

Siomara Schoroder e Wagner Bello (Foto Reprodução/Internet)
Siomara Schoroder e Wagner Bello (Foto Reprodução/Internet)

Durante uma entrevista a Quem, a atriz Siomara Schoroder, que substituiu o ator no programa com a personagem Etecetera, disse que ele morreu de maneira repentina e muito rápido por conta do vírus, afirmando ainda que tentaram fazer de tudo para esconder o diagnóstico de HIV:

“Ele estava vivendo um momento muito feliz, adorava o Castelo e era muito querido, mas acho que ele chegou a gravar o programa doente. Os testes demoravam muito, então não sei se ele já sabia ou imaginava. Eu vi um amigo definhar e morrer, o HIV era devastador.” – Disse ela.

“Desde que ele soube que tinha a doença, até morrer foi menos de um ano, então foi muito traumático. Tentaram esconder a notícia, não sei se por conta do tabu que era a Aids e o homossexualismo, ou para não desiludir as crianças” – Completou a atriz.

Siomara Schoroder precisou substituir às pressas Wagner Bello, no dia em que ele morreu, ela interpretou a irmã dele, que tinha ido brincar com as crianças em seu lugar  (Foto Reprodução/Internet)
Siomara Schoroder precisou substituir às pressas Wagner Bello, no dia em que ele morreu, ela interpretou a irmã dele, que tinha ido brincar com as crianças em seu lugar (Foto Reprodução/Internet)
Lennita Lee

Autor(a):

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ....