Após escapar da morte, Aline traça estratégia e vira o jogo contra Antônio em Terra e Paixão


Aline e Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)
Aline e Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)

Aline escapa da armadilha de Antônio em Terra e Paixão

Em Terra e Paixão, o ódio ardente de Aline, interpretada por Bárbara Reis, é um elemento crucial que impulsiona uma das mais impactantes reviravoltas na trama escrita por Walcyr Carrasco.

A protagonista mantém uma raiva profunda e pessoal, não apenas pelo assassinato de Samuel no início da história, mas também porque Antônio, vivido por Tony Ramos, e Irene, interpretada por Glória Pires, persistem em sua busca incansável para prejudicá-la, mesmo gastando recursos substanciais. Em breve, Antônio falha novamente em seu plano de eliminar Aline, abrindo caminho para uma vingança devastadora que ameaça até o império da família La Selva.

Neste ponto da trama, Aline não é a única conspirando contra o fazendeiro Antônio, mas seu envolvimento é o mais pessoal. Ela se torna alvo não apenas por sua conexão com o assassinato de Samuel, mas também por ser uma mulher trabalhadora cuja vida está sendo implacavelmente prejudicada. Mesmo com a contratação de um novo assassino pelo empresário, Aline se mostra inatingível e persiste em sua sobrevivência.

Aline em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)
Aline em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)

Protagonista se safa da morte

A salvação de Aline ocorre graças a uma visão crucial de Jurecê, interpretado por Daniel Munduruku, que alerta Caio, vivido por Cauã Reymond, permitindo ações oportunas para proteger a vida da protagonista, que desempenha um papel central na trama.

Em breve, os telespectadores serão surpreendidos pela habilidade de Aline em registrar e desenvolver estratégias para minar a felicidade de Antônio, demonstrando um raciocínio lógico apurado.

Vale ressaltar que a novela Terra e Paixão é escrita por Walcyr Carrasco e tem direção artística de Luiz Henrique Rios. O elenco conta com nomes como os de Barbara Reis, Cauã Reymond, Glória Pires, Tony Ramos, Agatha Moreira, Paulo Lessa, Débora Ozório e Rainer Cadete.