Âncora da Globo, que foi colocado contra parede e demitido após escândalo, vive assim hoje


Âncora da Globo, que foi colocado contra parede e demitido após escândalo, vive assim hoje (Foto Reprodução/Montagem/Fatos da Tv)
Âncora da Globo, que foi colocado contra parede e demitido após escândalo, vive assim hoje (Foto Reprodução/Montagem/Fatos da Tv)

Jornalista da Globo, após se envolver em um escândalo absurdo, foi convidado a se retirar da emissora 

William Waack, que tem em seu currículo 50 anos  de experiência no ramo jornalístico , passou por inúmeros canais e veículos de informação. Mas foi na Globo que ele atingiu maior fama ao trabalhar  âncora do “Jornal da Globo”.

Porém, o jornalista protagonizou algumas polêmicas e até escândalos com saídas conturbadas de algumas emissoras, ao longo dos anos.

No fim da década de 80, William Waack trabalhou no “Jornal da Cultura”, mas após uma reformulação em seu jornalismo, o profissional foi migrado para o “Jornal da Tarde”, da mesma emissora.

William Waack que apresentava o "Jornal da Globo" se envolveu em escândalo e foi convidado a se retirar (Foto Reprodução/Internet)
William Waack que apresentava o “Jornal da Globo”, se envolveu em algumas polêmicas ao longo dos anos (Foto Reprodução/Internet)

Um tempo depois dele saiu da emissora e foi para o SBT aonde se tornou âncora do “TJ Brasil”, porém ele ficou por pouquíssimo tempo. Isso porque o diretor-presidente da Fundação Padre Anchieta, Roberto Muylaert, deu uma invertida em William Waack por estarem colocando pontos de vistas pessoais nas notícias, o que acabava influenciando o público. Além disso, insatisfeito, o jornalista entregou uma carta de demissão ao diretor, porém teve seu pedido negado.

Indignado , o diretor chegou a desconvidar o jornalista de continuar na emissora:

“Retirei apenas o meu apelo para que continuasse na TV Cultura. Na notícia da Folha, William Waack voltava a tocar no tema de que havia necessidade de assegurar ao jornalismo condições de liberdade. E isso é coisa da qual diretoria e o conselho da Fundação cuidam” – Disse Roberto Muylaert

William Waack no "Jornal da Cultura" em 1988 (Foto Reprodução/Youtube)
William Waack no “Jornal da Cultura” em 1988 (Foto Reprodução/Youtube)

Acusação de Racismo e demissão

Em 1996, após toda a confusão com o diretor Roberto Muylaert, William Waack ingressou na Globo e se tornou um dos grandes nomes do jornalismo. Inclusive, como mencionamos anteriormente, o jornalista  foi convidado pela emissora para comandar o “Jornal da Globo” alguns anos depois.

Porém, em novembro de 2017, o contrato com a Globo chegou ao fim, após outra polêmica o envolvendo, mas dessa vez um pouco mais séria. Após o vazamento de um vídeo da cobertura das eleições norte-americanas, que aconteceram em 2016, William Waack foi “trucidado” por ter feito alguns comentários racistas.

Logicamente o caso culminou em mais uma demissão, afinal, repercutiu em vários veículos o que causou grande revolta do público. O jornalista ficou sem trabalho por 3 anos, mas atualmente, ele desponta no Jornal CNN Brasil, e também produz alguns conteúdos por meio de suas redes sociais e seu canal no Youtube.

William Waack atualmente desponta no CNN Brasil (Foto Reprodução/Youtube)
William Waack atualmente desponta no CNN Brasil (Foto Reprodução/Youtube)
Lennita Lee

Autor(a):

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ....