Antônio age e deixa Andrade à beira da morte em Terra e Paixão


Andrade e Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)
Andrade e Antônio em Terra e Paixão. (Foto: reprodução)

Andrade é atropelado por Petra em Terra e Paixão

Na novela Terra e Paixão, Andrade, interpretado por Ângelo Antônio, enfrentará um destino adverso, mas não fatal. Andrade é um homem violento e intragável, marido de Lucinda (Débora Falabella), que o suporta apesar de seu comportamento abusivo. A cidade de Nova Primavera não tem simpatia por ele, uma vez que seu comportamento agressivo é amplamente conhecido.

Após uma noite de bebedeira, Andrade sai do bar e é atropelado por Petra (Débora Ozório), que perde o controle do carro devido ao uso de medicamentos tarja preta. Ele é levado às pressas para o hospital em estado grave e precisa passar por uma cirurgia para se recuperar. Apesar do acidente, Andrade não morrerá dessa vez, recebendo alta e sobrevivendo ao incidente.

Antônio (Tony Ramos), pai de Petra, intervém para proteger sua filha e evitar que ela seja responsabilizada pelo atropelamento. Pressionado por Marino (Leandro Lima), que descobre a verdade sobre o acidente, Antônio toma medidas drásticas para encobrir a situação. Ele contrata um homem para assumir a culpa pelo atropelamento, protegendo Petra e deixando Andrade à própria sorte.

Antônio ( Tony Ramos) (Foto: reprodução/ Globo)
Antônio ( Tony Ramos) (Foto: reprodução/ Globo)

Antônio livra Petra de culpa

Além disso, Antônio fica furioso com a situação e exige que Petra e Luigi (Rainer Cadete) acelerem seus planos de casamento. Ele pressiona Luigi a cuidar melhor de Petra e a garantir que o casamento ocorra conforme planejado. Antônio até exige que o casal tenha um filho rapidamente, evidenciando sua influência e controle sobre a situação.

Vale ressaltar que a novela Terra e Paixão é escrita por Walcyr Carrasco e tem direção artística de Luiz Henrique Rios. O elenco conta com nomes como os de Barbara Reis, Cauã Reymond, Glória Pires, Tony Ramos, Agatha Moreira, Paulo Lessa, Débora Ozório e Rainer Cadete.