Que fim levou

Antes de perder a luta para o câncer, estrela da Globo tem seu último pedido realizado


Ator Nelson Xavier que perdeu a luta para o câncer (Foto: Reprodução)

Após perder a luta contra o câncer, o ator Nelson Xavier tem seu último pedido feito ainda em vida, realizado

O ator Nelson Xavier, morreu aos 75 anos, por insuficiência respiratória. Sempre disse que, depois de interpretar Chico Xavier no cinema, sentiu uma “invasão de amor” dentro dele e tudo se transformou. Infelizmente, perdeu a luta para o câncer. 

Em primeiro lugar, a médica que o acompanhou no tratamento paliativo, Clarissa Aires de Oliveira, falou ao Jornal Hoje, da Globo, sobre o ator. Primeiramente, ela comentou que a espiritualidade dele transcendia e um dos últimos pedidos foi com que ele pudesse ser velado e enterrado com um terno que ganhou do próprio médium mineiro.

“Ele falava que foi tocado quando fez o filme do Chico. Ontem, quando eu acompanhava a Via [esposa do ator] nos momentos finais, ela falou assim: ‘eu preciso atender uma vontade dele. Ele quer ser vestido com um terno que ele ganhou do Chico’. O Chico foi pra ele um ídolo, um grande amigo também. Ele disse para mim que aprendeu com a humildade e esta coisa bonita. Para mim foi um privilégio ter visto esta construção da espiritualidade dele”, relatou.

Ator Nelson Xavier no papel de Chico Xavier (Foto: Reprodução)

Nelson lutava contra um câncer que começou na próstata e depois avançou. Foi em Uberlândia, que escolheu para “se despedir deste planeta”.

“A gente sabe que Deus que sabe a hora. Eu sinto muita paz nesta passagem do Nelson. Sinto que ele estava extremamente preparado, se espiritualizou bastante. Tinha uma luz muito grande e realmente foi em paz”, comentou a médica em conclusão.

SUA VIDA

Primordialmente, Nelson Agostini Xavier tinha tudo para ser advogado. Ao menos era o que sua mãe, Carolina Agostini, dona de casa, desejava. O pai, Olavo Xavier, era pintor, mas nunca chegou a conhecê-lo. Nelson cursou Direito, mas a paixão pelas artes, em especial pelo cinema mudo, foi mais forte e o estimulou a mudar de caminho profissional.

Sua primeira participação na TV foi pequena, viveu o personagem Zorba, na novela Sangue e Areia (1967), de Janete Clair. Seis anos depois, conseguiu seu primeiro grande papel, em João da Silva (1973). Na novela de Jairo Bezerra, produzida pela TV Rio, e exibida pela TV Cultura, TVE e Globo; Nelson viveu um retirante nordestino, que se muda para o Rio de Janeiro em busca de melhores condições de vida. A novela era um projeto educativo, com objetivo de dar dicas a emigrantes em uma grande cidade – que se encontravam na mesma situação do protagonista. Assuntos relacionados a ensino, emprego e moradia perpassavam a trama. Foi um sucesso.