Após confusão nos bastidores, ator de “O Rei do Gado” foi descartado pela Globo


Após confusão nos bastidores, astro de "O Rei do Gado" é descartado pela Globo (Foto Reprodução/Internet)
Após confusão nos bastidores, ator de "O Rei do Gado" é descartado pela Globo (Foto Reprodução/Internet)

Ator de “O Rei do Gado” viveu em momentos de altos e baixos na Globo

Na década de 90, o ator Oscar Magrini viveu a melhor e a pior fase da sua carreira na Globo. Após se destacar em “O Rei do Gado” e “Torre de Babel” o ator foi demitido por conta de alguns problemas que ele causou nos bastidores de “Vila Madalena”, novela de 1999.

Oscar Magrini como "Ralf" em "O Rei do Gado" (Foto Reprodução/Youtube)
Oscar Magrini como “Ralf” em “O Rei do Gado” (Foto Reprodução/Youtube)

Após ter feito sucesso como “Victor” em “Mulheres de Areia” de 1993, ele emplacou como “Ralf” em “O Rei do Gado”. Em 1997, ele destacou em “O Amor está no Ar” e em 1997, voltou ao horário nobre, em “Torre de Babel”, aonde ele interpretou o malandro “Gustinho”, que bombou como cantor sertanejo fajuto, visto que era seu irmão “Boneca” que cantava de verdade.

Oscar Magrini e o ator Ernani Moraes como "Gustinho" e "Boneca" em "A Torre de Babel" (Foto Reprodução/Globo)
Oscar Magrini e o ator Ernani Moraes como “Gustinho” e “Boneca” em “A Torre de Babel” (Foto Reprodução/Globo)

Mas a carreira do ator passou a declinar de vez na Globo após a sucessão de atrasos e faltas que ele cometia durante as gravações de “Vila Madalena”, trama de Walter Negrão para o horário das sete.

Oscar, por sua vez, afirmou que a culpa não era dele e atribuiu os problemas internos ao atraso na entrega dos roteiros de gravações. Ele também ficou magoado com a decisão da Globo em demiti-lo e dar um “sumiço” em seu personagem.

Alguns meses após sua demissão na emissora dos Marinhos, Magrini foi convidado pela Record para integrar no elenco de “Marcas da Paixão”. No ano seguinte ele se aventurou em morar fora do país, e partiu para Portugal, e passou a atuar em tramas do país.

Seu retorno à Globo se deu graças a seu amigo Benedito Ruy Barbosa que o chamou para a novela “Esperança”, mas a Globo não concedeu a ele um contrato fixo.

Em 2003, Oscar Magrini foi migrou para o SBT, aonde interpretou “Algenor” em “Canavial das Paixões”. Na Globo ele marcou presença também em “Cabocla” de 2004 e ” Sinhá Moça” em 2006. Seu mais recente trabalho foi na Record, como “Noé” em Genesis.

Oscar Magrini em "Cabocla" (Foto Reprodução/Globo)
Oscar Magrini em “Cabocla” (Foto Reprodução/Globo)
Lennita Lee

Autor(a):

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ....