Após ficar magro, Jô Soares contou que sofreu rejeição: “Melhor mais gordo”


Após ficar magro, Jô Soares contou que sofreu rejeição (Foto: Reprodução)

O apresentador Jô Soares sofreu bastante pressão estética em relação ao seu peso, alegavam que se ficasse mais magro perderia a graça

Jô Soares era mais uma das pessoas que teve seu humor associado ao seu peso. As criticas era algo que ela mesmo não gostava, pois, seu humor não tinha nada a ver com seu peso.

Em 2014, o apresentador Jô Soares, em entrevista ao jornalista Roberto D’Avila contou como usou o humor para lidar com o fato de estar acima do peso.

Jô Soares (Foto: Reprodução)
Jô Soares (Foto: Reprodução)

 “O humor foi à minha maneira de ser diferente em vez de ser diferente pelo fato de ser gordo”, contou , durante a entrevista, resgatada pela GloboNews.

“Primeiro eu acho uma coisa tão preconceituosa você chamar o gordo de gordinho. O que tem de mal na palavra? Ficam ‘Não, ela é gordinha, tá com 125 kg’. Como gordinha? Cheguei a pesar 160 e perdi 80, mas fiquei só dois anos”, continuou.

Jô contou que não recebeu estímulo para continuar emagrecendo e isso o fez engordar novamente.

“O único gordo que emagreceu que não tive estímulo foi eu. Falaram: ‘Ah, você é muito melhor mais gordo’. Ai você começa a desequilibrar no chocolate e vai voltando”, revelou.

Jô Soares (Foto: Reprodução)
Jô Soares (Foto: Reprodução)

” A pessoa chega e diz ‘prova esse bolo’. Provar não existe no meu vocabulário, porque se eu comer uma fatia, só, eu vou me esbofetear com a senhora pra comer o bolo todo”. Brinco o apresentador, aos risos, por fim.

Sua incivil carreira

Jô Soares foi um multifacetado artista brasileiro que morreu aos 84 anos em 5 de agosto de 2022, em São Paulo. Jô estava internado desde 28 de julho. Nascido no Rio de Janeiro, José Eugênio Soares em 16 de janeiro de 1938, foi humorista, entrevistador, escritor, ator, dramturgo, colunista, autor, diretor teatral, artista plástico, músico e pintor.

Jô Soares (Foto: Reprodução)
Jô Soares (Foto: Reprodução)

Filho do empresário Orlando Soares e da dona de casa Mercedes Leal, Jô se mudou para Europa aos 16 anos com a finalidade de estudar para tornar-se um diplomata. Mas os ventos o levaram para outro destino, e lá, ele notou que seu senso de humor, criatividade e carisma eram o que cercavam sua vida.