Após se recusar a repetir papel, atriz saiu da Globo: “Não me interessa”


Foto: Reprodução

Paula Picarelli Alcançou reconhecimento quando interpretou Rafaela, a contraparte amorosa de Clara na aclamada novela Mulheres Apaixonadas

Paula Picarelli recebeu um convite para participar de outro projeto da Rede Globo acabou decepcionando a atriz, levando-a a optar por encerrar sua relação com a emissora e trilhar novos rumos em sua carreira.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Natural de São Paulo, no dia 12 de junho de 1978, Paula conquistou seu diploma em Artes Dramáticas pela Universidade de São Paulo. Sua primeira incursão na televisão ocorreu através de uma curta aparição na série O Cravo e a Rosa.

Logo em seguida, ela obteve sucesso ao se tornar uma personagem recorrente na terceira temporada de Sandy e Junior.

Novela das oito

O papel do parceiro do cantor não teve tanto destaque como o de Rafaela, que vivia um relacionamento com Clara na novela Mulheres Apaixonadas.

Na Escola Ribeiro Alves, o envolvimento amoroso gerava rumores, sobretudo por causa da maliciosa Paulinha.

No desfecho final da novela escrita por Manoel Carlos, Rafaela e Clara protagonizaram um suave gesto de afeto em meio à representação de Romeu e Julieta.

Paula Picarelli longe da Tv Globo

Devido ao seu sucesso na novela das oito, Paula Picarelli foi convidada para participar de um novo projeto.

No entanto, optou por deixar a emissora Globo, uma vez que lhe foi oferecido o papel de uma jovem com características masculinas, o que gerou um sentimento de desconforto na atriz.

“Eu lembro que na época tinha surgido a possibilidade de eu fazer uma personagem numa novela das 19h, que era uma menina meio masculina. Daí eu falei: ‘Talvez eu já esteja dentro de alguma caixinha na emissora e não me interessa seguir por esse caminho’. Então, eu também procurei outras coisas”.

Após deixar a Globo, a artista decidiu explorar outras direções. Paula assumiu o papel de apresentadora no programa Entrelinhas, transmitido pela TV Cultura, durante o período de 2005 a 2012. Além disso, ela participou de produções cinematográficas e desempenhou papéis em montagens teatrais.

Em 2008, Picarelli lançou a produção “9mm: São Paulo” na Fox Brasil. Posteriormente, a artista interpretou o papel de Taís, a promotora, na série “Psi”, uma criação da HBO Brasil que recebeu uma indicação ao prêmio Emmy Internacional na categoria de melhor série dramática.

Experiência Traumática

Paula Picarelli e a filha, Sofia Crédito: Instagram/paula.picarelli
Paula Picarelli e a filha, Sofia Crédito: Instagram/paula.picarelli

Paula Picarelli também foi autora de uma obra literária intitulada “Seita: Minha Entrada em um Culto Religioso”, publicada pela Editora Planeta.

Neste livro, ela compartilhou sua experiência angustiante vivida dentro de um grupo religioso peculiar, onde o consumo de ayahuasca, uma infusão com efeitos psicoativos, desencadeava alterações na consciência dos participantes.

Ao compartilhar sua obra, que combina elementos fictícios e reais, ela almejava liberar-se daquela experiência traumática. Entretanto, os resultados não corresponderam às suas expectativas.

“Ainda está tudo em mim de algum jeito. Tenho lido a obra de uma psicóloga norte-americana que fala especificamente de traumas religiosos. Ela diz que as pessoas que passam por isso têm um quadro parecido com a síndrome do estresse pós-traumático. Acho que é por aí”, disse em entrevista ao jornal O Globo.

Paula Picarelli tem 44 anos, é casada e mãe de uma menina, Sofia.

Lucas Goia

Autor(a):

Lucas Goia