Apresentador se afundou em dívidas, teve a chance de fugir do Brasil, mas foi salvo por emissora


Apresentador já enfrentou sérios problemas financeiros. (Foto: reprodução)
Apresentador já enfrentou sérios problemas financeiros. (Foto: reprodução)

Carismático, apesar do seu estilo “durão”, Erick Jacquin se tornou um dos maiores fenômenos recentes da televisão brasileira, sendo jurado e apresentador do MasterChef e do Pesadelo na Cozinha, da Band.

Mas quem hoje vê todo o sucesso do chef francês mal pode imaginar o perrengue que ele passou anos atrás com o seu restaurante, o La Brasserie, que tinha um faturamento de mais de R$ 550 mil por mês, mas que não era suficiente para quitar as suas dívidas, que iam se acumulando.

Além da dificuldade para pagar o aluguel do espaço, Jacquin gerou dívidas com diversas pessoas e teve de enfrentar até processos trabalhistas por não conseguir pagar os seus funcionários. Assim, o restaurante precisou fechar as portas e se viu próximo da falência.

Apresentador Erick Jacquin. (Foto: reprodução)
Apresentador Erick Jacquin. (Foto: reprodução)

Apresentador Erick Jacquin foi salvo da falência pela Band

Diante dessa situação, Jacquin teve a oportunidade de largar tudo e fugir para fora do Brasil, mas com a sua “generosidade”, optou por ficar e pagar tudo o que estava devendo. “Eu poderia ir embora, poderia fugir, poderia não pagar ninguém, mas não fiz isso. Escolhi o contrário. Eu fiquei, eu paguei e coloquei a cabeça para cima. Dei uma bela volta por cima”, contou.

Foi nesse momento que ele recebeu um convite da Band para um novo programa culinário, mas teve um susto quando, depois de acertar todos os detalhes, os produtores lhe informaram que a ideia não ia mais para frente. O chef insistiu que aquilo era a única coisa que poderia o salvar da falência, até que, logo depois, surgiu o convite para o MasterChef, que transformou totalmente a sua vida.

O curioso é que hoje, no comando do Pesadelo da Cozinha, ele ajuda a salvar diversos restaurante da falência. Porém, o apresentador já chegou a ser confrontado sobre como poderia ajudar algum negócio a se reerguer se já enfrentou esse problema no passado.

“Quando eu comecei a fazer esse programa muita gente falou ‘como ele vai ajudar os outros se já tem uma experiência negativa? Como ele vai falar para os outros se já fez errado?’ E eu falei que é muito mais fácil ajudar os outros quando você já sabe o que não pode fazer”, revelou o famoso, que hoje gerencia dois restaurantes de sucesso, o Président, Le Bife e o Ça-Va.