Apresentador se demitiu da Globo após infringir princípios da emissora e ser descoberto


Apresentador se demitiu da Globo (Foto: Reprodução)
Apresentador se demitiu da Globo (Foto: Reprodução)

Apresentador da Globo foi contra os princípios da emissora sobre isenção jornalística

O economista Dony De Nuccio apresentou o Jornal Hoje, da Globo, de 2017 até 2019, e, neste ano, pediu demissão da emissora. O motivo é que veio à tona que sua empresa tinha contrato com bancos e isto ia de encontro aos princípios da rede de televisão em que trabalhava.

+ Datena cumpriu promessa e ficou de cueca ao vivo na Band durante o Brasil Urgente

Na carta de demissão que escreveu, o jornalista disse que não negociava valores com os bancos, mas sim apenas desenvolvia os projetos e cuidava dos seus conteúdos.

Em 2017, Dony havia entrado no Jornal Hoje para substituir o apresentador Evaristo Costa. Em 2019, ano em que pediu demissão da emissora carioca, o colunista de TV Daniel Castro noticiou não só que De Nuccio havia faturado R$7 milhões em negociação com banco específico e, outro contato de sua empresa feito também com banco, iria render pouco mais de R$60 milhões.

Carreira e infrações

O economista, jornalista e também empresário teve seu início da rede de TV da capital fluminense no ano de 2011. Ele apresentou o Conta Corrente e o Jornal das 10– os dois programas eram do canal GloboNews. Conduziu brevemente, ainda, o Jornal Nacional e o Fantástico.

Na ocasião, De Nuccio foi contra dois princípios editoriais da sua então emissora. O primeiro é que os apresentadores da casa não podem ceder sua imagem sem a permissão da Globo. No entanto, o jornalista tinha vídeos internos de sua empresa em que elogiava o portfólio de seu cliente- no caso, um banco- e tinha interação com executivos da instituição.

O segundo princípio desrespeitado por Dony foi justamente ter realizado negociações com instituições bancárias. A regra era que jornalistas da casa eram proibidos de possuir investimentos na Bolsa de Valores ou de realizar negociações com instituições bancárias.

Isto se devia ao fato de que determinado jornalista da casa que tivesse investimentos ou negociações do tipo poderia ser acusado de usar seu espaço para favorecer seus interesses pessoais. Ali Kamel, diretor Geral de Jornalismo da Globo, disse que a carta de demissão de Dony de Nuccio era prova de que sua atitude não foi mal-intencionada.

Dony De Nuccio no Jornal Hoje (Foto: Reprodução)
Dony De Nuccio no Jornal Hoje (Foto: Reprodução)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.