Apresentadora famosa foi demitida após expor segredo: “Sei que é um crime mas não sou marginal”


Apresentadora tem a vida virada de cabeça pra baixo após polêmica (Foto Reprodução/Internet/Montagem/Fatos da Tv)
Apresentadora tem a vida virada de cabeça pra baixo após polêmica (Foto Reprodução/Internet/Montagem/Fatos da Tv)

Uma apresentadora famosa marcou gerações na Tv, mas um deslize colocou sua carreira em jogo

A saudosa MTV Brasil fez muita falta para uma geração que amava assistir o canal para ficar por dentro dos hits do momento, videoclipes e programas pra lá de irreverentes e divertidos. Além disso ela foi responsável por descobrir talentos em meio a seus apresentadores.

Uma apresentadora, que sem duvida, despontou disparado foi Simoninha Francine. Vale lembrar que ela iniciou sua carreira como uma simples assistente de produção, depois foi para redação, em seguida foi diretora e por fim Vj (espécie de Dj da MTV que comentava os videoclipes mais badalados da época)

Soninha na época da MTV (Foto Reprodução/Internet)
Soninha na época da MTV (Foto Reprodução/Internet

Sempre demonstrou interesse ávido por tudo que envolvia o universo musical, porém ela não esquecia dos seus ideais e das questões sociais que rodeavam a vida dos mais jovens.

Tanto que a apresentadora migrou, após 12 anos de trabalho na MTV, para a TV Cultura, para apresentar um programa totalmente diferente do que ela fazia no findado canal.

Estamos nos referindo ao programa RG, que consistia em trazer discussões pertinentes ao universo do jovem brasileiro, em diversos âmbitos, fazendo com que Soninha ficasse bem famosa entre eles. Porém a liberdade que o programa tinha não era deliberada, nem mesmo para a apresentadora.

Polêmica e Derrocada

Soninha teve a vida virada de cabeça pra baixo, quando decidiu participar de uma entrevista vista como “subversiva”.

No final de ano de 2001, a findada “Revista Época”, publicou uma edição da revista com a seguinte manchete “Eu Fumo Maconha” e na capa aparecia bem em destaque, em um fundo verde, a apresentadora Soninha, juntamente com um empresário, um advogado  e o cartunista Angeli.

Nem preciso dizer que isso causou uma repercussão negativa, ainda mais porque naquela época o tabu era ainda muito maior do que se é hoje em dia. Preocupada com a repercussão, naquela mesma entrevista, Soninha aproveitou a mesma entrevista para dizer: “Infelizmente muitos vão entender errado e achar que eu passei a ser um modelo negativo” – Enfatizou.

Mas infelizmente, foi em vão, visto que a direção da TV Cultura, decidiu mandar embora a apresentadora, causando uma grande revolta entre seus colegas, pois eles viram esse ato como um gesto discriminatório e como um meio de perseguição.

Capa da Revista "Época" foi o estopim da polêmica envolvendo Soninha (Foto Reprodução/Internet)
Capa da Revista “Epoca” foi o estopim da polêmica envolvendo Soninha (Foto Reprodução/Internet)

Em um trecho de uma entrevista, que a apresentadora concedeu ao jornal “O Globo”, a apresentadora voltou a se justificar : “Sei que é um crime e não sou marginal, não compro nem quero financiar o tráfico, eu faço trabalhos em comunidades, eu vejo como a classe média sustenta esse crime” – Revelou ela

A emissora por sua vez, emitiu uma nota, justificando seus motivos para quanto a demissão:

“Não podemos permitir a manifestação pública, por seus funcionários e colaboradores, de práticas atentatórias ás leis vigentes no país”

Soninha na vida política

O caso de Soninha, repercutiu na mídia e acabou parando na política, o até então, deputado federal Fernando Gabeira (PT) afirmou que abriria um processo na Câmara, exigindo explicações da TV Cultura sobre o fato.

Vale mencionar, que apesar de tabu, nos anos 2000, o debate em questão se tratava apenas sobre o uso da maconha. Desde 2006, não existe pena de prisão para quem faz uso da droga.

Após toda essa situação, a apresentadora se encontrou na política, e se tornou vereadora de São Paulo por dois mandatos, sendo que ela também foi para a “Secretária de Assistência Social de São Paulo”

Chegou a se candidatar duas vezes para a prefeitura de São Paulo, mas sem sucesso. Longe da Tv, ela ainda segue firme e forte na politica, sempre engajada em questões sociais.

Soninha hoje se encontra na vida pública (Foto Reprodução/ Veja São Paulo)
Soninha hoje se encontra na vida pública (Foto Reprodução/ Veja São Paulo)

 

Lennita Lee

Autor(a):

Lennita Lee

Meu nome é Lennita Lee, tenho 32 anos, nasci e cresci em São Paulo. Viajei Brasil afora, e voltei para essa cidade, afim de recomeçar a minha vida. Sou formada em moda pela instituição "Anhembi Morumbi" e sempre gostei de escrever. Minha maior paixão sempre foi a dramaturgia Também sou viciada em grandes produções latino americanas e mundiais. A arte é o que me move ....