Sem andar e falar, astro de O Clone lutou até o último suspiro contra doença e morte devastou o Brasil


Ator de "O Clone" ficou internado 2 anos (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Ator de "O Clone" ficou internado 2 anos (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Ator talentoso da Globo que fez parte do elenco de “O Clone” e outros sucessos de Gloria Perez, acabou vítima de doença cruel

O ator Guilherme Karan, que participou de várias novelas da Globo, incluindo o folhetim “O Clone” que foi recorde de audiência na emissora, teve uma morte precoce e triste. O artista foi vítima de uma doença degenerativa.

Karan morreu aos 58 anos, a doença implicou suas funções neurológicas e motoras, pouco antes de morrer, ele já não conseguia mais falar.

Guilherme iniciou sua carreira na TV na novela “Partido Alto” (1984), da Globo, mas já se destacou na comédia. Ele ficou conhecido por interpretar personagens no humorístico “TV Pirata” (1988-1992).

Também, o ator de “O Clone”  foi muito elogiado por interpretar o mordomo Porfírio em “Meu Bem, Meu Mal” (1990) o autor, Cassiano Gabus Mendes, chegou a comentar que era seu personagem preferido, porque podia colocar seus pensamentos nas falas do personagem.

Guilherme Karan no programa "TV Pirata" (Foto: reprodução/Globo)
Guilherme Karan no programa “TV Pirata” (Foto: reprodução/Globo)

A doença do artista era hereditária

Ademais, ao longo de sua carreira, Karan foi se tornando o queridinho de Gloria Perez. Ele atuou em três de suas novelas: “Explode Coração” (1995), “O Clone” (2001) e “América” (2005), que acabou sendo seu último trabalho na televisão.

Dessa forma, em 2005, Guilherme Karan acabou vítima de um assalto dentro de um táxi, que terminou com a morte do taxista pelo bandido. Após o ocorrido, ele passou a desenvolver sintomas da doença de Machado-Joseph, síndrome degenerativa que ataca o controle sob os músculos e a coordenação motora.

Assim, a doença foi consumindo o organismo do ator, que chegou a passar dois anos internado. Então, de acordo com o pai do ator, sua condição era hereditária.

Ele herdou da mãe. Perdi um filho com a mesma doença. Guilherme fica na cadeira de rodas o tempo todo.  En tão, tem horas que ele está lúcido e tem horas que não. Ele não quer falar com ninguém“, contou o pai de Guilherme Karan

“Está deprimido. E é um ponto de vista que temos que respeitar. Eu, como pai, compreendo e dou toda a assistência que posso”, citou Alfredo Karan em uma entrevista em 2012.

Guilherme Karam vivia o personagem Raposão (Foto: Reprodução)
Guilherme Karan vivia o personagem Raposão em “O Clone” (Foto: Reprodução/ Globo)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.