Ator da Globo que foi esquecido em retiro lamenta erro do passado: “Fiz coisas que não valeram a pena”


Ator da Globo vive em instituição (Foto: reprodução/Montagem/ Fatos da TV)
Ator da Globo vive em instituição (Foto: reprodução/Montagem/ Fatos da TV)

Ex-ator da Globo, Rui Rezende foi parar em retiro

É comum ver atores veteranos que, mesmo após terem conquistado algum destaque em papéis importantes em novelas da Globo, passaram os últimos anos de vida em asilos, um destino muitas vezes inesperado e até cruel. Um exemplo disso é o ator Rui Rezende.

Conhecido por interpretar o Professor Astromar, o Lobisomem da novela Roque Santeiro (1985), que foi recentemente disponibilizada no Globoplay, o ator de 84 anos teve uma breve participação em Um Lugar ao Sol, novela das 21h da Globo.

Entretanto, Rui acabou se mudando para o Retiro dos Artistas, um asilo que abriga celebridades já em idade avançada e que enfrentam problemas de saúde ou que não têm para onde ir, para ficar mais próximo dos amigos.

Em uma entrevista mais antiga, Rui lamentou os erros que havia cometido em sua carreira e disse que, por isso, não gosta de celebrar aniversários de vida artística. “Não gosto de comemorar aniversários de vida artística, porque, nesses 20 anos, tive momentos de coerência e de incoerência em relação ao trabalho. Fiz coisas boas, profundas, e outras que não valeram a pena”, explicou.

Rui Rezende ganhou destaque em Roque Santeiro. (Foto: reprodução)
Rui Rezende ganhou destaque em Roque Santeiro. (Foto: reprodução)

Outro ator da emissora que foi parar no retiro

Outro ator veterano da Globo que passou o resto da vida no Retiro dos Artistas foi Cláudio Correa e Castro, conhecido por interpretar o divertido conde Klaus em Chocolate com Pimenta, atualmente em reprise. Cláudio acabou indo parar no asilo depois de enfrentar sérios problemas financeiros.

“Sou péssimo administrador. Ganhei muito bem, mas não soube controlar meu dinheiro. Comprava tudo sem pensar. Nunca soube dizer não. As dívidas são as únicas coisas que me atormentam”, declarou o ator em entrevista na época.

“Tinha problemas pessoais graves e não tinha para onde ir. Precisava estar num lugar como o Retiro, onde eu não gastasse nada e cuidassem de mim”, completou Cláudio, que, apesar da situação triste em que se encontrava nos seus últimos anos de vida, garantia que sempre foi bem tratado no local.

Cláudio Correa e Castro faleceu em 16 de agosto de 2005, aos 77 anos, vítima de falência múltipla de órgãos.