Ator da Globo morreu em acidente de carro e abalou elenco de novela antes do fim da trama


Amilton Fernandes estrelou a novela Sangue e Areia na Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Amilton Fernandes estrelou a novela Sangue e Areia na Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Ator Amilton Fernandes morreu em um trágico acidente e abalou o elenco da novela Sangue e Areia na Globo

Em 1967, a Globo levou ao ar a novela Sangue e Areia, escrita por Janete Clair. A novela ficou marcada por ser a última aparição na TV de Amilton Fernandes, que morreu após um grave acidente de carro, cerca de dois meses antes do fim do folhetim.

Fernandes se tornou conhecido por seu papel de galã como Albertinho Limonta em O Direito de Nascer, transmitida na extinta TV Tupi. Na Globo, ele atuou em O Sheik de Agadir e A Rainha Louca (1967) antes de ser escolhido como vilão em Sangue e Areia.

No entanto, Fernandes ficou pouco tempo no ar interpretando Ricardo Valdez. Em 29 de janeiro de 1968, o ator acabou sofrendo um grave acidente de carro no Rio de Janeiro. O fato agravou-se ainda mais devido à hemofilia que ele tinha, um distúrbio genético que afeta a coagulação do sangue. Amilton Fernandes permaneceu internado por 70 dias e submeteu-se a seis cirurgias, mas não resistiu.

Ator Amilton Fernandes. (Foto: reprodução/Memórias Cinematográficas)
Ator Amilton Fernandes. (Foto: reprodução/Memórias Cinematográficas)

Elenco ficou abalado com a morte do ator

A autora Janete Clair teve que adaptar todo o enredo de Sangue e Areia para retirar o personagem do ator da história, pois o vilão era responsável por complicar a vida de Juan Gallardo, interpretado por Tarcísio Meira, e planejou um atentado contra o protagonista. A morte de Fernandes também deixou o elenco da novela bastante abalado.

Sangue e Areia também marcou a estreia de Glória Menezes e Tarcísio Meira na Globo. Na trama, Juan Gallardo se envolveu com o amor de Dolores (Míriam Pérsia), Pila, papel interpretado por Theresa Amayo, e Doña Sol (Glória Menezes).

Juan acabou se casando com Pilar e manteve um caso extraconjugal com Sol, que chegou a arrancar os próprios olhos para provar sua paixão pelo protagonista. Embora o público torcesse pela esposa do protagonista, a autora decidiu unir o casal também na vida real para promover a estreia da dupla. Assim, no desfecho da novela, Pilar acabou morrendo no parto, enquanto Juan se casou com Doña Sol, vivendo um final feliz ao lado da amante.