Ator da Globo descobriu doença terminal, lutou até o fim e se recusou a sair de novela


Armando Bógus atuou em diversas novelas da Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Armando Bógus atuou em diversas novelas da Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Ator Armando Bógus descobriu doença terminal, mas não deixou novela da Globo

No Brasil, a Globo é reconhecida como a detentora da maior seleção de atores, cujo desempenho é crucial para o sucesso de suas produções. No entanto, encontrar atores que dedicam-se plenamente aos seus papéis é uma tarefa difícil, devido aos rumores frequentes de estrelismo nos bastidores.

Em meio a esse cenário, um ator em particular enfrentou bravamente uma batalha contra o câncer, mas não abandonou o seu papel na novela. Armando Bógus foi um dos atores mais atuantes da emissora nas décadas de 70 e 90, sendo que sua primeira atuação de destaque foi como João Grilo em “O Auto da Compadecida” (1957), obra de Ariano Suassuna e dirigida por Hermilo Borba Filho.

No ano seguinte, ele fundou, juntamente com Antunes Filho, o Pequeno Teatro de Comédia, que produziu diversos sucessos, incluindo “Alô… 36-5499” (1958) de Abílio, “Pic-Nic” (1959) de William Inge e, em especial, “Plantão 21” (1959) de Sidney Kingsley, que foi muito elogiado pela crítica e pelo público.

Armando Bógus na novela Pedra Sobre Pedra. (Foto: reprodução/Globo)
Armando Bógus na novela Pedra Sobre Pedra. (Foto: reprodução/Globo)

Ator se recusou a deixar novela por causa da doença

Apesar de sua atuação memorável em diversas tramas na Globo, foi em seu último trabalho que Armando Bógus deixou sua marca, interpretando o vilão Cândido Alegria em “Pedra Sobre Pedra”. Durante as gravações, o autor da novela reduziu as falas do ator, devido ao seu tratamento na época. Entretanto, Armando Bógus recusou-se a abandonar o papel e insistiu em continuar.

Com muita determinação, ele conseguiu finalizar a novela, e seu personagem teve uma morte à altura de um grande vilão. Após essa atuação icônica, Armando Bógus continuou lutando contra a leucemia e até mesmo participou de uma minissérie chamada “Sex Appeal”. Infelizmente, após dois meses de internação, ele faleceu em 2 de maio de 1993, vítima das complicações da doença.