Ator que foi uma das principais estrelas da Globo teve despedida melancólica no SBT


Cláudio Cavalcanti foi ator da Globo. (Foto: reprodução/Montagem)
Cláudio Cavalcanti foi ator da Globo. (Foto: reprodução/Montagem)

Ex-estrela da Globo, Cláudio Cavalcanti se despediu das novelas em produção fracassada do SBT

Cláudio Cavalcanti já foi considerado um dos principais galãs de novelas da Globo, tendo ganhando destaque em inúmeras produções de sucesso da emissora carioca, mas acabou tendo uma despedida melancólica da televisão, e certamente não merecia esse desfecho para a sua carreira brilhante.

Para se ter uma ideia do seu destaque, Cláudio esteve à frente de papéis importantes em novelas marcantes da Globo, como Irmãos Coragem (1970), Água Viva (1980), Roque Santeiro (1985) e A Viagem (1994). Porém, o ator chegou a ficar um período afastado da televisão, com seu último trabalho na emissora carioca ocorrendo em 1999, na minissérie Chiquinha Gonzaga.

Acontece que, em 2000, o veterano acabou acertando sua ida para a Record, onde fez as novelas Marcas da Paixão e Roda da Vida. Após esses dois folhetins, o ex-galã chegou a ficar um período de dez anos afastado da televisão, até que ganhou mais uma oportunidade, em 2011, no SBT.

Cláudio Cavalcanti em cena de Amor e Revolução. (Foto: reprodução/SBT)
Cláudio Cavalcanti em cena de Amor e Revolução. (Foto: reprodução/SBT)

Despedida em novela fracassada

Cláudio Cavalcanti recebeu um convite para integrar o elenco de Amor e Revolução, novela escrita por Tiago Santiago, que era uma das grandes apostas da emissora de Silvio Santos, principalmente depois do sucesso do autor na Record com Os Mutantes e Caminhos do Coração. Na trama, Cláudio interpretou um líder camponês e incentivador de ligas e sindicatos de trabalhadores rurais.

A novela, no entanto, acabou marcando uma despedida melancólica de Cláudio do gênero. Acontece que Amor e Revolução, mesmo sendo considerada uma novela histórica, por abordar temas relevantes como a Ditadura Militar e promover o primeiro beijo gay da história dos folhetins brasileiros, foi um verdadeiro fiasco de audiência. A produção registrou apenas 4,8 pontos de média na Grande São Paulo, chegando a perder até mesmo para as novelas mexicanas que eram exibidas à tarde pela emissora.

Claudio Cavalcanti  em novelas da Globo. (Foto: reprodução/Montagem)
Claudio Cavalcanti em novelas da Globo. (Foto: reprodução/Montagem)

Após Amor e Revolução, Cláudio ainda fez uma aparição na série Sessão de Terapia, do canal GNT, mas acabou falecendo em setembro de 2013, aos 73 anos, vítima de insuficiência renal, que levou à falência múltipla de órgãos.