Ator morreu antes de gravar última cena e emissora escondeu por anos a causa da morte: “Traumático”


Artista deixou um legado de sucesso (Foto: Reprodução, Fatos da TV)
Artista deixou um legado de sucesso (Foto: Reprodução, Fatos da TV)

Ator famoso morreu de forma precoce após doença incurável

O seriado infantil “Castelo Rá-Tim-Bum” (1994-1997) fez um sucesso enorme na tela da TV Cultura e acabou reprisado por anos na emissora e contou com a presença no elenco deste querido ator.

O programa acabou sendo um fenômeno tão grande que virou tema de exposições na última década e teve até versão o cinema com Marieta Severo no fim dos anos 1990.

Mas os bastidores do “Castelo Rá-Tim-Bum” não acabaram tão alegres assim. Ainda mais após a morte do ator Wagner Bello, que deu vida ao divertido alienígena, Etevaldo.

Ademais, acontece que Wagner Bello morreu antes mesmo de que pudesse gravar sua última cena no “Castelo Rá-Tim-Bum”, que foi exibido na TV Cultura na década de 90.

O nosso querido Etevaldo, para quem não lembra, era um personagem recorrente em alguns episódios pontuais do do seriado.

O alienígena, originário de um planeta desconhecido e que ele tanto citava, teria passado a aprender os costumes dos terráqueos dentro do ‘Castelo’ brincando com Nino, Pedro, Biba e Zequinha.

Por mais que o Etevaldo esteja em muitos episódios do “Castelo Rá-Tim-Bum” e seja tão lembrado pelo público, o ator Wagner Bello gravou por apenas três meses o seriado infantil.

Ator Wagner Bello deu vida a Etevaldo (Foto: reprodução/ TV Cultura)
Ator Wagner Bello deu vida a Etevaldo (Foto: reprodução/ TV Cultura)

Então, em 12 de agosto de 1994, antes que pudesse gravar sua última cena, o ator Wagner Bello faleceu aos 29 anos. A causa da morte? Complicações da Aids. O ator era HIV positivo e não resistiu aos agravamentos da doença fatal.

Aliás, o motivo da morte do ator foi escondido pelo canal por anos, segundo relatos de uma atriz. Afinal de contas, naquele tempo, muito pouco se sabia sobre a Aids e a doença era ‘marginalizada’ na sociedade.

Solução para a partida de Etevaldo

Contudo, o ultimo episódio que Etevaldo gravaria, a TV Cultura, juntamente ao criador do “Castelo Rá-Tim-Bum”. Então,  Cao Hamburguer, teve uma solução bem simples e fizeram uma linda homenagem ao ator.

Eles adicionaram o personagem da irmã do Etevaldo, a Etecetera, vivida pela atriz Siomara Schoröder em um único episódio. O mais interessante é que a atriz era amiga de Wagner Bello e fez um lindo trabalho naquele episódio.

Quando as crianças perguntaram sobre a ausência de Etevaldo para a Etecetera. Ao fim do episódio do “Castelo Rá-Tim-Bum”, a alienígena responde: “Ele está lá em cima, brincando nas estrelas”. Sem dúvidas, um desfecho comovente.

Em entrevista de alguns anos à revista Quem, Siomara Schoröder entregou o que viveu na época: “Desde que ele [Wagner Bello] soube que tinha a doença, até morrer, foi menos de um ano, então foi muito traumático. Tentaram esconder a notícia, não sei se por conta do tabu que era a Aids e o homossexualismo”, expôs a atriz.

Ator Wagner Bello deu vida ao Etevaldo. (Foto: reprodução/ TV Cultura)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.