Ator que fez Cara a Coragem diz que novela o frustrou muito


Com uma trajetória sólida nos palcos, brilhando em Cara e Coragem, interpretando o papel de Renan, Bruno Fagundes revelou abertamente suas emoções em relação a outro programa de televisão da emissora Globo

Bruno Fagundes, filho de Antonio Fagundes colaborou com seu pai em sua estreia televisiva no mesmo projeto, Meu Pedacinho de Chão (2014), uma adaptação modernizada da criação literária de Benedito Ruy Barbosa, originada em 1971, sob a supervisão do próprio autor.

Bruno Fagundes integrou elenco de Cara e Coragem
Bruno Fagundes integrou elenco de Cara e Coragem

Processo muito difícil

Na entrevista concedida à revista Veja em 8 de setembro de 2017, Bruno Fagundes expressou que, mesmo contando com uma equipe altamente competente, a vivência foi extremamente angustiante.

“Foi um processo difícil para mim, eu assumo. Em seguida, apesar de a novela ter ido bem e meu personagem ter recebido boas críticas, eu não tive a oportunidade de fazer nem mesmo um teste. Isso me frustrou, porque acho que entreguei um bom trabalho. Então, decidi voltar para onde eu ne sentia seguro, que era o teatro”, declarou.

No enredo, ele interpretava o personagem Renato, um médico que competia com Zelão (interpretado por Irandhir Santos) pelo amor da protagonista Juliana (interpretada por Bruna Linzmeyer).

Dor de Bruno Fagundes

Bruno Fagundes integrou elenco de Cara e Coragem
Bruno Fagundes integrou elenco de Cara e Coragem

Bruno Fagundes, um sucessor proeminente na indústria televisiva brasileira, que já compartilhou o palco com um dos ícones do setor em Carga Pesada (2003), descreveu essa vivência como uma mistura entre sofrimento e prazer.

“É. Fiz uma novela das seis em 2014 e foi uma experiência de dor e de delícia. Aprendi muito, fiz um personagem relativamente grande, mas muito dolorido, porque foi a primeira vez que eu lidei com a pressão da TV, da obrigação de se ver todo dia. Foi difícil”, concluiu.

Depois de finalizar as filmagens de Meu Pedacinho de Chão, Bruno regressou ao mundo do teatro.

Suas próximas empreitadas no campo audiovisual foram as produções televisivas Sense8 (2017) e 3% (2018), ambas disponibilizadas através da plataforma de streaming Netflix.

Sua reintegração às telenovelas ocorreu em Cara e Coragem, onde interpretou o personagem abusivo Renan.

Diferente trama

No período compreendido entre abril e agosto de 2014, ocorreu a transmissão da série televisiva “Meu Pequeno Espaço”, que teve como inspiração o romance de mesmo nome co-produzido pela Globo e pela Cultura em 1971.

A criação de natureza instrutiva adquiriu um tom divertido sob a direção artística de Luiz Fernando Carvalho.

A resposta da audiência foi insatisfatória.

O programa terminou com uma classificação de 17,8 pontos, o que é a mesma média alcançada por Espelho da Vida (2018). Foi superado apenas por Boogie Oogie (2014) e Nos Tempos do Imperador (2021), que obtiveram 17,5 e 17 pontos, respectivamente.

Lucas Goia

Autor(a):

Lucas Goia