Atriz consagrada na Globo, implorou por um papel em novela


Atriz da Globo Susana Vieira (Foto: Reprodução)

Consagrada com tramas de grande sucesso na Globo, atriz teve que implorar para conseguir papel em novela

A novela O Espigão, escrita por Dias Gomes, que estreou em 1 de abril de 1974. Foi a primeira trama que abordou o avanço acelerado e predatório da expansão imobiliária sobre o meio ambiente. Em conversa com o Gshow, Susana Vieira revelou detalhes sobre sua participação na trama.

Apesar de não ter o perfil da personagem na época, por questão de idade, Susana Vieira afirma ter insistido para fazer parte do elenco da novela. “Pedi de joelhos, quase”, afirmou. Ela lembra que tinha uma enorme vontade de trabalhar com o autor Dias Gomes e foi atrás dele quando soube da novela.

“Faltava escalar uma atriz para fazer o papel de uma quarentona e solteirona e completamente assexuada, que se escondia atrás de umas roupas fechadas, cabelo de coque, sem maquiagem… Então não podia ser eu, no auge da juventude e beleza…”, revelou Susana Vieira, que ainda disse que como precisava trabalhar na época, acabou implorando para ter o papel. “Eu faço tudo que vocês quiserem… me desglamorizem, desembelezem, me enfeiem, mas eu vou fazer a novela”, contou Susana Vieira.

Atriz da Globo Susana Vieira (Foto: Reprodução)

A personagem Tina, acabou rendendo para Susana Vieira o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), como atriz revelação do ano. “Eu me olhava no espelho e me achava horrorosa, com cara de criança e vestida de velha. Mas eu acho que fiz tão bem, o texto era tão bom e tão bem dirigido, que eu convenci a ponto de ganhar esse prêmio tão ambicionado por várias atrizes”, concluiu.

VIDA E OBRA

Susana Vieira (1942) é uma atriz brasileira conhecida por papéis de destaque em novelas

Formada pelo Theatro Municipal de São Paulo, Susana começou na televisão como bailarina do corpo de baile da TV Tupi, São Paulo. Logo se destacou entre as bailarinas e começou a participar de teleteatros como ‘TV de Vanguarda’, ‘TV de Comédia’ e ‘Grande Teatro Tupi’, onde pôde trabalhar com clássicos da dramaturgia universal como Dostoiévski, Tolstói. “Trabalhei nisso durante uns cinco ou seis anos. Li todos os romances da literatura universal. Então, essa foi a minha escola.”

“Quando cheguei à Globo, já tinha um respaldo de literatura, de fazer teatro em televisão. Não quero que vocês achem que você só é consagrado a ator se fizer teatro; não, eu fazia teatro na televisão. E aí eu parei de dançar e me formei”. Susana Vieira entrou na Globo em 1970 e durante a sua carreira fez papeis marcantes, como a vilã Branca, de ‘Por Amor’, e Maria do Carmo, protagonista de ‘Senhora do Destino’.