Artista da Globo recebe alerta macabro de médico certeiro: “Vai morrer”


Artista da Globo, Dina Sfat morreu pouco depois ser dignosticada com severa doença enquanto trabalhava

Quando a novela Bebê a Bordo estava no ar o público da Globo não imaginava que esta seria a última novela de Dina Sfat. Atriz muito prestigiada em seu meio, ela nasceu em na cidade de São Paulo no finalzinho da década de 30.

Mais de trinta anos depois, Dina estreou em 1966, na TV Tupi, em Ciúme uma novela de Thalma de Oliveira. No entanto, ela se consagrou mesmo foi nos anos 70 já que fez diversas tramas como, por exemplo, Selva de Pedra (1972), Os Ossos do Barão (1973), Fogo Sobre Terra (1974), Gabriela (1975), Saramandaia (1976), O Astro (1977),  Os Gigantes (1979) e Eu Prometo (1983).

+ Galã de O Rei do Gado teve vida explorada e descobriram: bissexual, comunista e rejeitado

O ano de 1985 foi marcante para a atriz porque ali ela foi diagnosticada com câncer de mama. Imediatamente começou o tratamento e coincidiu de fazer a novela Bebê a Bordo apesar das recomendações médicas contrárias.

Envolvida no núcleo principal já que fazia Laura, a mãe de Ana (Isabela Garcia), mulher atrapalhada que deu a luz a pequena Laura, Dina estava gravando constantemente.

+ Ator de A Praça é Nossa foi esquecido, virou morador de rua e expôs como sobreviveu: “Me ajudavam”

No entanto isso não a limitava de sentir fortes dores causadas pela quimioterapia, na época, a Globo ajudou no tratamento da atriz que precisava de medicamentos caríssimos, pois eram importados. Segundo informações do Jornal do Brasil de março de 1989:

“Em fevereiro, se submeteu a uma quimioterapia. Mas os parentes foram avisados que não havia mais nada a fazer. Desde então, a morte começou a espreitar o apartamento onde a atriz morava com a filha mais nova”

Dina Sfat (Foto: Reprodução)

Dina Sfat foi casada por longos dezessete anos com o ator e diretor Paulo José, desta união nasceram três filhas, Bel Kutner, Ana Kutner e Clara Kutner. A caçula decidiu seguir os passos do pai e é diretora, enquanto, Ana e Bel se tornaram atrizes como a saudosa mãe.