Atriz da novela Vale Tudo deixou herança gigantesca para motorista


Atriz da novela Vale Tudo deixou herança gigantesca para motorista (Foto Reprodução)

Atriz da Globo deixou uma fortuna imensurável para seu motorista e pegou todos de surpresa pela atitude

Após alguns meses da morte da atriz global, seu testamento veio à tona. Nele, há uma herança destinada ao motorista Adilson Ricardo Leite, que a acompanhou por pelo menos 15 anos. Segundo a jornalista da Record Fabíola Reipert, que teve acesso ao documento, o homem ganhou um carro novo e também uma quantia significativa em dinheiro que será estipulada pelos três filhos da artista.

Atriz Beatriz Segall (Foto Reprodução)

A atriz Beatriz Segall deixou muitos quadros e objetos pessoais para seus familiares e para dois amigos pessoais, mas não esqueceu de seu funcionário, que foi uma espécie de fiel escudeiro. Ainda não há um prazo para que o inventário seja concluído. O documento confirma que o carro é todo equipado.

A amizade

A amizade de ambos era tão grande que nos últimos anos, de acordo com o portal R7, era ele quem cuidava de todos os assuntos burocráticos relacionados à vida da atriz, que é lembrada até hoje pelo papel como Odete Roitman, da novela Vale Tudo (1988). A trama, recentemente, foi reprisada pelo Viva e deu boa audiência.

Atriz Beatriz Segall em Vale Tudo (Foto Reprodução)

Contudo, o documento também cita duas outras pessoas importantes na vida da atriz, os amigos Andres dos Santos Junior e José Paulo Ficks. Amantes das artes, Beatriz Segall deixou o quadro “Caipiras na Neblina”, de autoria do pintor modernista Lasar Segall, pai de seu único marido, Maurício.

No entanto, com ele, Beatriz teve três filhos: Sergio de Toledo Segall, Mario Lasar Segall e Paulo de Toledo Segall. Então, como herdeiros necessários de pleno direito, eles terão o direito a herdar metade de todos os bens da mãe adquiridos em vida.

Atriz Beatriz Segall (Foto Reprodução)

Beatriz Segall morreu em setembro de 2018, vítima de problemas respiratórios, aos 92 anos. A artista também tinha um mal de Alzheimer de início tardio, quadro que não chegou a ser revelado na época e que Fabíola confirma ter lido em sua certidão de óbito.