Marcou na TV

Atriz de A Grande Família descobriu doença sem cura e desmoronou com diagnóstico


Elenco de A Grande Família. (Foto: Reprodução)

A Grande Família foi uma das séries humorísticas de maior sucesso da história da Globo, sendo responsável por impulsionar ou até mesmo revelar novos talentos para a televisão brasileira. E um deles foi Guta Stresser, que deu vida à personagem Bebel na trama.

Após o fim da série, em 2014, a atriz chegou a participar de algumas outras produções da Globo, como Amorteamo (2015), Mister Brau (2015) e Malhação: Vidas Brasileiras (2018). Até que, em 2020, ainda durante sua participação na 17ª temporada da Dança dos Famosos, ela sofreu um baque ao descobrir que estava com esclerose múltipla, uma doença inflamatória crônica e autoimune em que o sistema imunológico agride os neurônios.

Em recente entrevista à revista Veja, Guta surpreendeu ao contar detalhes de como começou a perceber os primeiros sintomas da doença ainda durante a competição do Domingão do Faustão. “Parecia tudo normal até que, durante os ensaios, eu passava a coreografia e, quando terminava, não lembrava de mais nada, nada mesmo”, disse. “Com esforço, porém, consegui avançar na competição e não dei mais muita atenção para aqueles lapsos”, completou.

Guta Stresser deu vida à Bebel. (Foto: Reprodução)
Guta Stresser deu vida à Bebel. (Foto: Reprodução)

Sofrimento com a doença

A estrela de A Grande Família ainda relatou que acreditava que esses sintomas estariam relacionados à menopausa ou sequelas da Covid-19 que ela contraiu, mas após levar um tombo na sala da sua casa, decidiu procurar um médico. “Em princípio, ele disse que estava tudo certo, mas insisti para realizar uma ressonância. Feito o exame, recebi enfim o diagnóstico: esclerose múltipla”, revelou.

Veja também: Estrela da Globo resolveu deixar verdadeira fortuna para seus 7 empregados antes de morrer

“Perdi o chão na mesma hora. Nem sabia direito o que era aquilo, só que afetava o cérebro, e só isso me soou aterrorizante”, relatou Guta, deixando claro que apesar do choque ao receber a notícia, descobriu que a doença, mesmo autoimune, tem tratamento. “Sei que vou ter de conviver com a esclerose múltipla para o resto da vida. Que ela seja longa e plena. Cada dia que passa tem aquele gosto de uma pequena vitória”, afirmou a atriz, que garante que continuará trabalhando.

Autor(a):