Atriz da Globo vira chacota, ganha apelido maléfico, após brigar com colegas de Travessia


Atriz Cassia Kis (Foto: Divulgação/Globo)
Atriz Cassia Kis (Foto: Divulgação/Globo)

Atriz da Globo, Cassia Kis anda dando dor de cabeça por conta de seu atual posicionamento político

Considerada grande atriz pelo grande público do Brasil, nos últimos tempos Cassia Kis vem perdendo o seu prestígio entre os próprios colegas da Globo. Antes da novela Travessia ser lançada pela emissora, a veterana já havia declarado para o Fantástico que esta seria sua última novela na carreira.

Ainda que a decisão possa mudar, o público noveleiro está surpreso, em outras palavras, decepcionado com algumas declarações homofobias e antidemocráticas de Cassia Kis.

+ Autora da Globo repete falha rude de Salve Jorge na novela Travessia

Não existe mais o homem e a mulher, mas a mulher com mulher e homem com homem, essa ideologia de gênero que já está nas escolas“, contou a atriz em uma live com Nega Nagle. “Recebo as imagens de crianças de 7 anos se beijando, duas meninas se beijando, onde há um espaço chamado beijódromo“, completou Cassia que ainda disse a forte declaração.

O que está por trás disso? Destruir a família“, definiu. Além deste fato, Cassia Kis afirmou que o seu voto para presidência de 2022 foi em Jair Bolsonaro. Antes da eleição ser definida em outubro, a atriz mandava frequentes mensagens para o elenco de Travessia para exaltar o governo de seu candidato. Além de repassar notícias falsas.

+ Humorista da Praça é Nossa viveu pesadelo da vida real antes de morrer: “Não queria andar”

Cassia Kis como Cidália na novela Travessia (Foto: Reprodução/Globo)

O CLIMA

Incomodados, os atores e atrizes de Travessia mantem uma relação restrita ao profissional com Cassia Kis. Segundo informações do portal UOL, Ana Lúcia Torre, intérprete de Cotinha, por exemplo, disse que não é agradável para ela as declarações feitas pela colega da Globo.

“Quando estamos juntas ela é a Cidália [personagem]. Foi a solução que encontrei para mim para não ficar um clima nesse ambiente”, resumiu.

Para você ter uma noção Cassia Kis está sendo tão incisiva que ganhou o apelido de “pastora louca” nos bastidores da Globo segundo a revista VEJA. Há também quem a chame de Perpétua, personagem de 1989 da novela Tieta, que era religiosa e conservadora.