Atriz teve participação em “Travessia” barrada e motivo revoltou a todos: “Não sou cobaia”


Atores de "Travessia" (Foto: TV Globo)
Atores de "Travessia" (Foto: TV Globo)

Atriz ficou de fora de “Travessia” novela de Glória Perez após se negar a cumprir com exigência da emissora

A atriz Elizangela ficou de fora de novela da Globo. Após bater o pé contra a vacina da Covid-19, a atriz ficou de fora de ‘Travessia”, a novela de Glória Perez. De acordo com informações, a veterana da Globo teria se recusado a tomar as vacinas necessárias contra a doença. Por causa disso, a emissora barrou um possível novo contrato.

Em suma, Elizangela é amiga próxima de Glória Perez, a autora da trama. Ela, inclusive, esteve no papel de Aurora, a mãe de Bibi Perigosa, vivida por Juliana Paes, na história de A Força do Querer, exibida em 2017 e reprisada na pandemia.

Assim, em janeiro de 2022, a famosa chegou a ser internada em estado grave por complicações do coronavírus em um hospital do Rio de Janeiro (RJ). Mas de nada adiantou. “Não sou cobaia”, disse nas redes sociais sobre não ter se vacinado.A famosa chegou ao hospital se sentindo muito mal e quase precisou ser intubada. A atriz realizou novos testes e não estva mais infectada com o vírus. O estado de saúde estacva estável e ela acabou sendo tratada no Centro de Terapia Intensiva.

Elizangela é uma das atrizes mais famosas da teledramaturgia brasileira. Começou a carreira aos sete anos de idade na extinta TV Excelsior, na qual fazia comerciais. Aos 15 anos, ela fez sua primeira novela na Globo, O Cafona (1971), e desde então, estrelou mais de 30 folhetins na emissora da família Marinho.

A atriz tem vários sucessos no currículo

Então, logo em seguida, ela já conquistou um trabalho como protagonista em Bandeira 2 (1971), de Dias Gomes. Ela interpretou a jovem Taís, par romântico de Stepan Nercessian. Atuou como a rebelde Teresa em Cavalo de Aço (1973), Regina de Supermanoela (1974), Lu de Cuca Legal (1975).

Também em de Pecado Capital (1975), Locomotivas (1977), Feijão Maravilha (1979), entre outros muitos trabalhos durante a década de 80. Além da Globo, ela também atuou em Tudo ou Nada (1986) da TV Manchete, Éramos Seis (1994) e As Pupilas do Senhor Reitor (1994), ambas do SBT.

Retornou à Globo em 1997, para interpretar Magnólia em Por Amor (1997), de Manoel Carlos. Elizangela se destacou ainda mais em 2008, ao interpretar a cafetina Cilene em A Favorita, a principal testemunha do crime central da história da trama.

Em 2010, acabou escalada para viver Nicole no remake de Ti Ti Ti – uma cena dela com Stéfany (Sophie Charlotte) viralizou recentemente na web e se tornou um dos maiores memes do ano passado. Seus últimos trabalhos na televisão foram em Aquele Beijo (2011), Salve Jorge (2012), Império (2014), A Força do Querer (2017) e A Dona do Pedaço (2019).

Elizangela foi barrada de atuar na Globo (Foto: Reprodução)
Elizangela foi barrada de atuar na Globo (Foto: Reprodução)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.