Autor de Terra e Paixão, próxima novela da Globo, já traiu Silvio Santos na cara dura no SBT


Autor de Terra e Paixão já enganou Silvio Santos no SBT. (Foto: reprodução/Montagem)
Autor de Terra e Paixão já enganou Silvio Santos no SBT. (Foto: reprodução/Montagem)

Estrela da Globo, Walcyr Carrasco já escreveu novela escondido para outro canal enquanto estava no SBT

Na atualidade, Walcyr Carrasco é considerado um dos principais autores da Globo, tendo emplacado várias novelas de sucesso em diferentes horários, incluindo reprises, e já estando escalado como autor de Terra e Paixão, próximo folhetim das 21h. Entretanto, antes de atingir esse status, o novelista já esteve envolvido em situações controversas, como quando enganou Silvio Santos e o SBT.

Em 1989, Carrasco estreou no SBT com a novela “Cortina de Vidro”, que acabou sendo um fracasso. Como resultado, ele deixou de ser autor e se tornou apenas supervisor de teledramaturgia na emissora.

Apesar do bom salário, Walcyr estava insatisfeito por não estar escrevendo suas próprias novelas e, em 1996, decidiu assumir um plano arriscado e ousado ao aceitar um convite para escrever uma novela para uma emissora concorrente, mesmo tendo contrato com o SBT.

Walcyr Carrasco escreveu a novela Xica da Silva para a Manchete. (Foto: Reprodução)
Walcyr Carrasco escreveu a novela Xica da Silva para a Manchete. (Foto: Reprodução)

Autor acabou promovido mesmo após traição

Carrasco fechou um acordo com a extinta TV Manchete para escrever “Xica da Silva”, protagonizada por Taís Araújo. Para não ser descoberto, ele usou o pseudônimo de Adamo Angel e foi anunciado como um novelista reservado que não gostava de aparecer.

O segredo durou apenas alguns meses e foi descoberto pelo próprio SBT, que colocou funcionários para seguir o diretor de “Xica da Silva”, Walter Avancini, pelas ruas de São Paulo até descobrir que ele estava se encontrando com Walcyr Carrasco.

Porém, surpreendentemente, Silvio Santos não demitiu o autor após esse episódio. Pelo contrário, o sucesso de “Xica da Silva” mostrou o potencial de Carrasco como autor, e ele foi promovido após o fim da novela da TV Manchete, escrevendo “Fascinação” em 1998 no SBT. Dois anos depois, ele se transferiu para a Globo, onde permanece até hoje.