Autor enfrentou a Globo em disputa por O Rei do Gado, resultando em atraso dramático na novela


O autor Benedito Ruy Barbosa (Foto: Reprodução)
O autor Benedito Ruy Barbosa (Foto: Reprodução)

O autor decidiu bateu de frente com a Globo por causa de O Rei do Gado

A novela “O Rei do Gado”, atualmente reprisada no Vale a Pena Ver de Novo, teve sua primeira exibição no ano de 1996. Entretanto, originalmente, a intenção era lançá-la em 1995, logo após a conclusão de “A Próxima Vítima”. O escritor Benedito Ruy Barbosa, responsável pela trama, se encontrava no centro desse plano da Globo.

+ William Bonner contrariou a Globo e expôs o motivo chocante por trás da saída de Patrícia Poeta do JN

No entanto, um imprevisto surgiu em relação a outra novela da mesma emissora, “A Próxima Vítima”, escrita por Silvio de Abreu. As figuras italianas presentes na história de Abreu não agradaram a alta cúpula da Globo. Diante disso, a emissora solicitou a Barbosa que eliminasse os personagens italianos de “O Rei do Gado”.

Barbosa, por outro lado, recusou-se a fazer a alteração. Segundo o autor, os personagens italianos, apesar de aparecerem somente nos primeiros capítulos, possuíam relevância crucial para o desenvolvimento da trama.

+ Record demitiu renomada autora de novelas após ceder domínio à filha de Edir Macedo

Naquele momento, a emissora carioca cogitou exibir uma adaptação de “Mar Morto”, romance de Jorge Amado. Contudo, a Globo acabou aceitando a insistência de Barbosa, mantendo os personagens italianos. Contudo, a fim de evitar a repetição da temática italiana, optou-se por postergar a estreia de “O Rei do Gado” para 1996.

Outra questão levantada foi a localização das filmagens. A emissora buscava produzir a obra em suas próprias instalações ou em locais mais próximos, ao invés do distante Rio Araguaia.

Ator Antônio Fagundes em O Rei do Gado (Foto: Reprodução/Globo)
Ator Antônio Fagundes em O Rei do Gado (Foto: Reprodução/Globo)

Autor disse que não mudaria a história

Em uma entrevista ao Jornal do Brasil, Benedito Ruy Barbosa afirmou que não alteraria sua história, ressaltando o longo trabalho que envolve a escrita de uma novela. A Globo, então, decidiu que “Explode Coração”, de Gloria Perez, seria a substituta de “A Próxima Vítima”. Esta obra foi a primeira a ser gravada no Projac, atualmente chamado de Estúdios Globo.

+ Rombo bilionário: a empresa gigante de Silvio Santos, famosa, que acabou comprada por grande banco

Um outro empecilho que levou ao adiamento de “O Rei do Gado” foi a agenda cheia de Luiz Fernando Carvalho, inicialmente designado para dirigir a trama. No entanto, devido ao adiamento, ele acabou assumindo a direção.

Patrícia Pillar em O Rei do Gado, em 1996 (Foto: Jorge Baumann/Globo)
Patrícia Pillar em O Rei do Gado, em 1996 (Foto: Jorge Baumann/Globo)

Após “Explode Coração”, “O Rei do Gado” ainda não estava pronta para ir ao ar. Assim, a Globo decidiu transmitir “O Fim do Mundo”, originalmente planejada como uma minissérie para o horário das 22h. Finalmente, após esta transmissão, “O Rei do Gado” estreou e alcançou grande sucesso, não apenas em sua exibição original, mas também em todas as suas reprises.

Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.