Autora colocou terremoto em novela da Globo para eliminar 100 personagens e impedir fracasso


Leila Diniz em Anastácia, a Mulher sem Destino, 1967 (Foto: Divulgação/TV Globo)
Leila Diniz em Anastácia, a Mulher sem Destino, 1967 (Foto: Divulgação/TV Globo)

A famosa autora foi convocada para tentar salvar obra malsucedida

A novela Anastácia, a Mulher sem Destino (1967) é conhecida como a pior novela da história da Globo. Na época, a emissora convocou Janete Clair para agilizar a trama e a ideia da autora foi fazer terremoto em que matava mais de cem personagens, daí surgiu a famosa expressão “terremoto de Janete Clair” que todo noveleiro de carteirinha conhece.

+ Arieta Corrêa: como está a atriz que fez a Chiquita de O Rei do Gado?

Na época, a autora de novelas cubana Glória Magadan convidou o famoso ator Emiliano Queiroz a escrever folhetim baseado na obra francesa A Toutinegra do Moinho, cujo enredo se passa na França do século 18.

Leila Diniz em Anastácia, a Mulher sem Destino, 1967 (Foto: Divulgação/TV Globo)
Leila Diniz em Anastácia, a Mulher sem Destino, 1967 (Foto: Divulgação/TV Globo)

História da novela e carreira de Janete Clair

A trama girava em torno de Anastácia- vivida por Leila Diniz- que era casada com Henri Monfort- interpretado por Henrique Martins. Monfort lutava contra a monarquia e havia planejado a fuga de sua mulher e filha para o Castelo de Monfort, entretanto ele foi preso antes de partir para o refúgio.

Anastácia e sua filha caíram em emboscada e foram separadas. A mãe foi presa em navio corsário e a filha criada por camponeses. A personagem de Leila Diniz enlouqueceu sem notícias da filha.

Como o produto possuía muitos personagens, a trama do canal não foi aceita pelo público, visto que este tinha dificuldade em entendê-la. Janete Clair então foi convocada para resolver o problema.

A ideia de Janete para reajustar a trama foi realizar um terremoto que matou mais de 100 personagens. Ainda por cima, se colocou também uma passagem de 20 anos na história produzida pela rede de televisão carioca.

Leila Diniz continuou a interpretar Anastácia e passou a interpretar Henriette- sua filha com Henri Monfort. Henriette, inclusive, se tornou a protagonista da trama. Janete Clair conseguiu melhorar a situação com seu famoso terremoto e, anos depois, teve carreira muito bem-sucedida na Globo, ao escrever obras como Pecado Capital, O Astro e Pai Herói.

Marieta Severo em Anastácia, a Mulher (Foto: TV/Globo)
Marieta Severo em Anastácia, a Mulher (Foto: TV/Globo)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.