Justiça aceita pedido do MP e Bruno de Luca responderá por não ter socorrido Kayky Brito


Bruno de Luca Kayky Brito (Foto: Reprodução, Instagram)
Bruno de Luca Kayky Brito (Foto: Reprodução, Instagram)

Justiça do Rio de Janeiro acatou pedido do MP que pede que Bruno de Luca responda por omissão de socorro ao ator Kayky Brito

Justiça do Rio de Janeiro acatou o pedido do Ministério Público e determinou que Bruno De Luca responda por omissão de socorro a Kayky Brito. O crime é previsto no artigo 135 do Código Penal. De Luca é acusado de não ter ajudado o ator após ele ser atropelado na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio.

Segundo a Justiça, “deve ser designada audiência especial para o oferecimento de transação penal. Por enquanto, não houve denúncia”. Anteriormente, o inquérito da Polícia Civil, que investigou o atropelamento, não havia indiciado De Luca, que aparece em imagens de câmeras de segurança indo embora e não prestando socorro a Kayky.

Ator Kayky Brito (Foto: Reprodução, Instagram)
Ator Kayky Brito (Foto: Reprodução, Instagram)

Em depoimento, Bruno disse ter visto o atropelamento. Contudo, declarou que não sabia que Kayky tinha sido a vítima, o que só descobriu no dia seguinte. Porém, segundo testemunhas, o ator foi avisado sobre o que tinha acontecido e quem tinha sido a vítima, antes de fugir pela areia da praia.

Segundo o documento do MP, “[Bruno] foi o único que teria saído do local logo após o atropelamento, sem adotar qualquer providência para prestar socorro, nem mesmo saber que algum socorro ou solicitação havia sido feita”.

O caso

Kayky Brito, de 34 anos, foi atropelado por um motorista de aplicativo. Isso quando atravessava a via na madrugada do dia 2 de setembro, na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Ele foi socorrido e internado no Hospital Miguel Couto, no Leblon, em estado gravíssimo com politrauma corporal e traumatismo craniano.

Kayky Brito e Bruno de Luca
Kayky Brito e Bruno de Luca (Fotos: Reprodução/Internet)

Por fim, depois o ator foi transferido para o Copa D’Or, onde permaneceu por 27 dias na UTI até ser liberado para se recuperar em casa, na semana passada (10).