Carlos Alberto de Nóbrega largou programa e se mudou de canal às pressas, mas recebeu o troco


Carlos Alberto de Nóbrega na Praça é Nossa (Foto: Reprodução/SBT)
Carlos Alberto de Nóbrega na Praça é Nossa (Foto: Reprodução/SBT)

Carlos Alberto de Nóbrega largou programa na Band para ir para o SBT

Mal se imagina hoje, com A Praça é Nossa consolidada há anos no SBT sob a liderança de Carlos Alberto de Nóbrega, os conflitos que o programa causou antes de atingir o seu atual status, inclusive gerando tensões entre emissoras.

Tudo começou em 1987, quando a Band resolveu resgatar o antigo formato da Praça da Alegria, criado por Manuel de Nóbrega em 1956, e contratou Carlos Alberto para comandar o humorístico, mesmo ele já estando na Globo.

Assim, em 27 de março daquele ano, o programa, intitulado de Praça Brasil, estreou na Band seguindo o mesmo modelo da Praça da Alegria. Porém, surpreendentemente, apenas duas semanas após a estreia, Carlos Alberto de Nóbrega, juntamente com grande parte do elenco, saiu da Band para aceitar uma oferta do SBT (na época, ainda chamado de TVS).

Os jornais da época relataram que o apresentador foi “seduzido” por um salário bem maior no SBT, além de receber luvas milionárias e a rescisão do contrato com a Band. No entanto, no SBT, comentava-se que essa mudança súbita não ocorreu por razões financeiras, mas sim sentimentais, já que Silvio Santos mantinha relações estreitas com Manuel de Nóbrega, pai de Carlos Alberto.

Silvio Santos em participação na Praça é Nossa. (Foto: Reprodução/SBT)
Silvio Santos em participação na Praça é Nossa. (Foto: Reprodução/SBT)

Apresentador recebeu o troco

Tanto é que, na estreia de A Praça é Nossa no SBT, em 7 de maio de 1987, Silvio Santos resolveu aparecer no programa e concedeu uma rara entrevista como forma de agradecer a Carlos Alberto e ao seu pai.

Na Band, porém, o clima era de revolta pela quebra do contrato, ainda mais de forma repentina, com Praça Brasil estando no ar há apenas duas semanas. Em retaliação, a emissora decidiu manter o programa no ar, mantendo alguns nomes importantes como Golias, Agildo Ribeiro, José Vasconcellos, Lady Francisco, Carlos Leite, Nair Bello e Orival Pessini. Moacyr Franco foi escolhido às pressas para assumir o comando do programa.

Praça Brasil passou por uma reformulação e foi renomeado para Só Riso na Praça, permanecendo no ar até o final de 1988. Já A Praça é Nossa continua sendo transmitido até hoje, e até mesmo Moacyr, que saiu do programa da Band, migrou para o SBT e permaneceu lá por 27 anos, chegou a participar do programa.