Com apenas 37 anos, ator morreu de câncer após voltar a trabalhar na Globo


Ator Léo Rosa (Foto: Reprodução)

Ator que passou anos afastado da Globo, retornou a atuar na produção Amor de Mãe da emissora, mas acabou morrendo de câncer

O ator Léo Rosa,  de apenas 37, faleceu após uma longa luta contra o câncer nos testículos. A princípio, a doença estava sendo tratada desde 2018, porém evoluiu para uma metástase. Foram dezenas de sessões de quimioterapia e tratamentos alternativos para tentar reverter o quadro.

Anteriormente, em março de 2018 o ator chegou a anunciar que estava curado, porém voltou a fazer quimioterapia em dezembro do mesmo ano. Em maio de 2019, devido ao alto custo do tratamento, fez uma vaquinha online para arrecadar R$ 140 mil, meta que foi atingida em menos de 15 dias.

Anteriormente, o ator Léo Rosa postou nas suas redes sociais sobre o tratamento que estava enfrentando: “Mais uma etapa (quimioterapia). Obrigado por todo apoio, amor, dedicação e entrega dos meus familiares e amigos. Vocês são inacreditáveis!”, escreveu.

Ator Léo Rosa (Foto: Reprodução, Instagram)

Seu ultimo trabalho

O ator, que seu último trabalho na TV foi em Amor de Mãe, na pele de um repórter, estava em tratamento de um câncer, que surgiu nos testículos e evoluiu para uma metástase. O ator realizou quase 30 sessões de quimioterapia, mas depois resolveu investir em tratamentos alternativos. O último post dele em sua rede social foi há sete dias, em que comemorava a volta da novela na programação da Globo. “Novela (aula) da com equipe e elenco espetaculares. Ah! E é meu trabalho mais recente na TV também, aquela participação mais do que especial no meu peito”, declarou ele.

Ator Léo Rosa (Foto: Reprodução, Instagram)

Em 2018, Léo Rosa  conversou com a Quem,  otimista após ter alta da primeira fase do tratamento. Ele fez questão de dizer que esteve muito bem amparado nos momentos de fraqueza. “Quando descobri o câncer, comecei o tratamento de imediato e fiz uma cirurgia. Depois de um ano, está acabando e queria aqui abertamente fazer um agradecimento muito especial a toda equipe do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que foi onde eu fiz todo o meu tratamento. Minha mãe, minha madrinha, os meus irmãos e os meus grandes amigos me deram muita força. Descobri nesse processo que tenho pessoas que eu posso contar de olhos fechados”, comemorou.