Confira as novelas das seis da Globo que decepcionaram e foram fiasco em audiência


Novela Eterna Magia derrubou a audiência (Foto: Divulgação)
Novela Eterna Magia derrubou a audiência (Foto: Divulgação)

Veja as novelas das seis da Globo que não fizeram sucesso

A Globo é famosa por ser referência quando o assunto é a produção de novelas. Contudo, nem todas caíram no gosto popular.

Confira abaixo uma lista de novelas das seis que foram fiasco em suas exibições.

Eterna Magia (2007)

No dia 14 de maio de 2007, acontecia a estreia da novela Eterna Magia, na faixa das 18 horas. O folhetim marcou a estreia da autora Elizabeth Jhin como novelista solo.

+ Maria Zilda reclamou de valor mísero pago pela Globo por reprises e atriz colega fez denúncia: “Esmola”

Contudo, Eterna Magia não foi considerada um sucesso na época. Com media geral de 25 pontos no Ibope, a novela derrubou a audiência da faixa, que ultrapassava os 30 pontos com O Profeta. Assim sendo, a novela passou por alterações entre a primeira e a segunda fase, tentando reverter a queda dos índices.

Na época, a trama foi acusada de ser excessivamente sombria e escura, o que a fez ganhar mais luz e cor no decorrer de sua trajetória. Entretanto, as tentativas para levantar os números não provocaram muitos efeitos.

Negócio da China (2008)

Foi a primeira e única novela de Miguel Falabella para o horário das 18h da emissora, tendo a estreia em 6 de outubro de 2008. Todas as outras tramas do autor foram exibidas na faixa das 19h. No quesito audiência, a história protagonizada por Fábio Assunção e Grazi Massafera teve apenas 20 pontos de média.

+ Tássia Camargo entrou em confusão na Record e deu o troco no canal: “Não piso mais”

Na época, Falabella deu entrevista à jornalista Patrícia Kogut: “Tentei uma sutileza no perfil dos personagens, mas descobri que o público não quer sutileza. As pessoas querem um galã evidente, um vilão segurando uma tabuleta onde está escrito ‘vilão’. E por aí vai.” Ao final, Falabella completou: “Novela das seis nunca mais, não é meu perfil”.

Negócio da China passou vergonha no Ibope (Foto: Reprodução)
Negócio da China passou vergonha no Ibope (Foto: Reprodução)

Lado a Lado (2012)

Lado a Lado foi outro folhetim que sofreu no horário das seis. Primeira novela escrita por João Ximenes Braga e Claudia Lage, a trama atingiu uma média de 18 pontos no Ibope.

“Essa novela não foi lançada em condições normais. Antigamente, durante o horário eleitoral, a Globo quebrava [em duas partes] o “Jornal Nacional”. Este ano, eles adiantaram a programação. Então, a gente estreou no horário de “Malhação”, 17h40, com o numero de televisores ligados baixíssimo. Aí entrou o horário de verão, que sempre derruba a audiência de novela das 18h porque fica mais claro até mais tarde. Essa onda de violência em São Paulo também pode estar prejudicando a gente”, disse o autor sobre o fracasso em entrevista ao UOL na época.

“Creia: sofro muito com o Ibope em São Paulo. Novela é hábito. Por conta desses inimigos externos, a gente não teve a oportunidade de criar o hábito do espectador”, alegou ainda o novelista.

Lado a lado sofreu no Ibope (Foto: Divulgação)
Lado a lado sofreu no Ibope (Foto: Divulgação)

Meu Pedacinho de Chão (2014)

Remake da mesma novela que inaugurou o horário das 18h da Globo, Meu Pedacinho de Chão não registrou boa audiência nesta sua segunda versão.

Os índices da produção, ficaram muito abaixo da média, no Ibope, se comparados com os das últimas novelas apresentadas na faixa. Ao todo, foram somente 18 pontos de média.

Apesar disso, a plástica e fotografia da novela, dirigida por Luiz Fernando Carvalho, chamaram a atenção da crítica. Além disso, os personagens da trama Benedito Ruy Barbosa, com colaboração de Edilene Barbosa e Marcos Barbosa, foram caracterizados de forma lúdica.

Remake de Meu Pedacinho de Chão foi outro fracasso no horário das seis da Globo (Foto: Reprodução)
Remake de Meu Pedacinho de Chão foi outro fracasso no horário das seis da Globo (Foto: Reprodução)

Boogie Oogie (2014)

Boogie Oogie foi veiculada originalmente de 4 de agosto de 2014 a 6 de março de 2015 em 185 capítulos. Escrita por Rui Vilhena, contou com as atuações de Isis Valverde, Marco Pigossi, Bianca Bin, Giulia Gam, Marco Ricca, Alessandra Negrini, Deborah Secco e Letícia Spiller nos principais papeis. Apesar do elenco de peso, a trama fechou com apenas 17 pontos de média.

Na época, o autor reconheceu que a novela acabou sendo esticada demais para o enredo. “Boogie Oogie foi programada para ter 120 episódios, mas ela foi esticada 3 vezes, foi um bom sinal, porque uma novela que não dá resultados não estica. Porém estava tudo planejado para ocorrer naqueles 120, depois aumentou para mais um pouquinho. Ok, não teve estresse nem problemas já que todo autor tem cartas na manga. Mas depois aumentou mais uma pouco e depois uma terceira vez”, explicou Rui em entrevista ao site português A Televisão.

Boogie Oogie foi um fracasso para a Globo (Foto: Reprodução)
Boogie Oogie foi um fracasso para a Globo (Foto: Reprodução)

Nos Tempos do Imperador (2021)

A produção com autoria de Thereza Falcão e Alessandro Marson foi alvo de grande expectativa na Globo. Em plena pandemia, a emissora investiu alto no folhetim de época. Contudo, Nos Tempos do Imperador se tornou uma grande decepção.

Nos Tempos do Imperador chegou ao fim como a novela das seis de menor ibope da história. Ao todo, foram apenas 17 pontos de média em sua exibição.

Nos Tempos do Imperador é a novela de menor audiência do horário das seis (Foto: Divulgação)
Nos Tempos do Imperador é a novela de menor audiência do horário das seis (Foto: Divulgação)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.