Datena desafiou emissora e encarou prejuízo milionário com decisão audaciosa


Datena no comando do Brasil Urgente
Datena no comando do Brasil Urgente (Foto: Reprodução/ Band)

Descubra a corajosa decisão de Datena que o levou a um prejuízo milionário após deixar uma grande emissora

Em julho de 2011, o apresentador José Luiz Datena retornou à Band após um breve período de 43 dias na Record, onde conduziu o programa “Cidade Alerta”. Datena, que havia se afastado da Record por oito anos antes de aceitar o convite de retorno, enfrentou desafios durante sua passagem pela emissora, citando experiências de censura como um dos motivos para sua saída.

+ Despedida emocionante: ator da Globo encerrou carreira após momentos difíceis

Conforme o contrato estabelecido com a Record, se Datena permanecesse por cinco anos, a multa acumulada de sua passagem anterior seria cancelada. No entanto, após sua breve estadia, a multa que ele devia à emissora, inicialmente R$20 milhões, subiu para R$45 milhões devido à violação dos termos do novo contrato.

Em declarações à Folha de São Paulo, Datena expressou que a Record não agiu conforme o acordo inicial, alegando que a emissora deveria anular a primeira multa. Ele salientou que o descumprimento das condições do contrato foi uma escolha da própria Record.

+ Estrela do SBT rompeu o silêncio e desabafou após 40 anos de dentro da emissora: “Não me aproveitou”

Datena também comentou sobre sua decisão de sair da Band, citando descontentamentos com algumas pessoas na emissora, que não foram resolvidos. Ele então voltou para a Record, onde tinha um bom relacionamento devido ao seu trabalho anterior de oito anos.

Durante sua estadia na Record, Datena enfrentou diversas restrições. Ele foi colocado em quarentena, proibido de falar com a imprensa por seis meses e de criticar a Record publicamente. O apresentador mencionou ameaças relacionadas a multas, referindo-se ao caso do comediante Tom Cavalcante, que foi penalizado financeiramente por criticar a emissora.

Datena no Brasil Urgente (Foto: Reprodução)
Datena no Brasil Urgente (Foto: Reprodução)

Datena também falou sobre a censura imposta por Honorilton Gonçalves, ex-diretor artístico e ex-vice-presidente artístico da Record. Ele citou um exemplo de quando criticou Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, e não enfrentou repercussões, pois isso alinhava-se aos interesses da emissora.

Além disso, ele recordou um incidente em que uma matéria foi interrompida ao vivo para evitar o pagamento de horas extras para a equipe. Datena contrastou a liberdade que tinha na Band, exemplificada pela atuação de Hamilton, o comandante, com as restrições encontradas na Record.

Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.