Datena não suportou ficar em emissora e teve prejuízo milionário após atitude corajosa


Datena no comando do Brasil Urgente
Datena no comando do Brasil Urgente (Foto: Reprodução/ Band)

José Luiz Datena apontou censura e descontentamento durante passagem por emissora

Em julho de 2011, o apresentador José Luiz Datena voltou à Band após ter ficado fora por 43 dias. Ele foi brevemente atraído por uma oferta da Record e conduziu o programa “Cidade Alerta”. No entanto, Datena alegou ter sofrido censura durante sua passagem pela Record e optou por retornar à Band.

Datena havia estado afastado da Record por oito anos, antes de aceitar a proposta de retorno. Conforme o contrato, se ele permanecesse por cinco anos na Record, a multa acumulada de sua passagem anterior seria cancelada.

+ Atriz de Vai na Fé apanhou na rua por personagem e expôs detalhes: “Uma senhora me atacou”

A multa que Datena devia à emissora totalizava R$20 milhões, que após sua curta passagem pela Record, elevou-se para R$45 milhões, devido à penalidade por não cumprir os termos do novo contrato.

Para a Folha de São Paulo, Datena afirmou que o comportamento da Record estava em desacordo com o que havia sido acordado inicialmente, indicando que era a emissora que devia anular a primeira multa. Ele mencionou que o não cumprimento das condições estabelecidas no contrato foi uma decisão da própria Record.

O apresentador também comentou sobre sua decisão de deixar a Band, dizendo que algumas pessoas o incomodavam na emissora e nada foi feito para solucionar a situação. Assim, ele buscou a Record, onde tinha bom relacionamento, tendo trabalhado lá por oito anos.

+ Dança dos Famosos: Bruno Cabrerizo é eliminado; Rafa Kalimann, Carla Diaz e Priscila Fantin na final

Apresentador restrições e ameaças

Datena alegou que na Record sofreu restrições, como ser colocado em quarentena, proibido de falar com a imprensa por seis meses e de criticar a Record no ar. Ele também citou ameaças feitas pelo diretor de jornalismo da emissora, fazendo referência à multa de R$ 100 mil que Tom Cavalcante teve que pagar por criticar a Record.

Ao se livrar da Record, Datena saiu gerando uma dívida milionária
Ao se livrar da Record, Datena saiu gerando uma dívida milionária (Foto: Reprodução)

Além disso, ele mencionou a censura de Honorilton Gonçalves, ex-diretor artístico e ex-vice-presidente artístico da Record, citando que mesmo quando criticou Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, não houve repercussões porque isso atendia aos interesses da emissora.

+ Terra e Paixão: Caio não se controla e manda recado na lata para Aline: “É burra”

Datena ainda relembrou a interrupção de uma matéria ao vivo para evitar o pagamento de horas extras para a equipe, citando a diferença de tratamento entre a Record e a Band, especialmente no caso de Hamilton, o comandante, que tinha liberdade total na Band, mas encontrou restrições na rede da Barra Funda.

Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.