Demitido, astro do SBT conhecido pela sua alegria morreu deprimido e sozinho


Apresentador do SBT teve morte solitária. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Apresentador do SBT teve morte solitária. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Apresentador do SBT, Felisberto Duarte, o Feliz, teve morte solitária após demissão

Transmitido pelo SBT, o Aqui Agora ficou conhecido por apresentar reportagens sobre crimes e casos cruéis na TV aberta, muito antes de qualquer programa policial. Entretanto, quando chegava a hora da “Previsão do Tempo”, a alegria se instaurava com a presença de Felisberto Duarte, também conhecido como Feliz, que tornava o momento mais descontraído e leve.

O homem da previsão meteorológica, que costumava dizer “e piriri e pororó”, conquistou a atenção de adultos e crianças. Com uma abordagem despojada, ele aparecia vestido com smoking em algumas ocasiões, bem formal e com gravata borboleta, enquanto em outras, surpreendia com óculos de sol, bermuda, boné e regata, tudo dependendo da previsão para aquele dia.

O próprio nome de Felisberto Duarte trazia seu personagem Feliz. Ele levou alegria para tantos brasileiros através da televisão, mas acabou morrendo triste e solitário. Sua carreira começou na TV Tupi, em programas de humor, e passou pela Bandeirantes, onde trabalhou ao lado de Moacyr Franco.

Feliz ganhou fama merecida no SBT, onde participou de diversos programas de humor e infantis, até chegar ao jornalismo do SBT, onde permaneceu por muitos anos. Felisberto Duarte chegou a apresentar a Previsão do Tempo no principal noticiário da casa, o “TJ Brasil”, ao lado de Boris Casoy.

Felisberto no Aqui Agora. (Foto: reprodução/SBT)
Felisberto no Aqui Agora. (Foto: reprodução/SBT)

Apresentador morreu deprimido e sozinho

Feliz não mudava sua personalidade durante a Previsão do Tempo, independente do telejornal. Mas, após o fim do “Aqui Agora” em 1997, o humorista ficou sem trabalho. Ele teve outras oportunidades em rádios e no programa “Falando Francamente” de Sonia Abrão, mas não obteve o mesmo sucesso de antes.

De acordo com a esposa do artista, Felisberto Duarte passou seus últimos anos chorando muito. Deprimido, ele dormia ou acordava e chorava, pois amava fazer televisão e levar alegria aos telespectadores, sentindo falta de sua função na vida.

Apresentador no SBT. (Foto: reprodução/SBT)
Apresentador no SBT. (Foto: reprodução/SBT)

Sem oportunidades na TV e sem emprego, Feliz viveu de uma singela aposentadoria em seus últimos anos e foi morar no litoral paulista, onde o custo de vida era mais baixo na época. Ele teve uma segunda chance no SBT, com o retorno do “Aqui Agora” em 2008, mas o telejornal teve curta duração, durando apenas um mês.

Sozinho e triste, Feliz deixou este mundo em 10 de agosto de 2008, aos 70 anos, após uma cirurgia por problemas no intestino e fígado, mas deixou sua marca na história da televisão para sempre.