Descubra o que passou com a atriz que interpretou Stela em A Favorita


Anna Paula Burlamaqui Soares é carioca, está com 55 anos e adotou o nome Paula Burlamaqui quando decidiu seguir a carreira de atriz.

A notoriedade chegou após Paula vencer o concurso Garota do Fantástico em 1987. Entre as várias produções televisivas nas quais ela atuou, merece destaque sua participação em A Favorita, interpretando a personagem Stela, uma mulher homossexual.

Paula fez sua estreia nas telenovelas com aparições em O Outro e Sassaricando, ambas em 1987, quando ainda estava na carreira de modelo.

O personagem inicial surgiu de fato em O Sexo dos Anjos. Ela também teve participações em Barriga de Aluguel, Pedra Sobre Pedra, O Mapa da Mina e Explode Coração.

Além disso, trabalhou em dois projetos na Band: Perdidos de Amor e Serras Azuis. Ao retornar para a principal emissora, destacou-se em Sabor da Paixão, América, interpretando Islene, a mãe de Flor, uma pessoa com deficiência visual, O Profeta e A Favorita.

Marcou Época

Stela (Paula Burlamaqui) em A Favorita
Stela (Paula Burlamaqui) em A Favorita

Na história criada por João Emanuel Carneiro, Paula Burlamaqui desempenhou o papel de Stela, uma mulher atraente, visionária e autônoma que cativou os homens de Triunfo, não apenas por sua aparência deslumbrante, mas também por sua habilidade na culinária, exibida no estabelecimento gastronômico que ela mesma possuía.

Assim, começou a enfrentar as investidas repugnantes de Léo (Jackson Antunes). Stela não cedeu às atitudes sórdidas e o agressor começou a insultá-la. Nesse momento, a cozinheira se aproximou de Catarina (Lilia Cabral), a esposa de Léo, que era vítima de violência, e se tornou sua confidente, estabelecendo uma forte amizade.

No entanto, a relação de amizade evoluiu para algo além disso, pelo menos aos olhos de Stela, que desenvolveu sentimentos românticos por Catarina e, como resultado, passou a enfrentar críticas maldosas de Léo e demais habitantes da pequena cidade.

O operário despejou insultos e humilhações contra a empresária.

Após inúmeras discussões, atos violentos e tumultos, Catarina decidiu romper seu relacionamento com Léo, unindo-se a Stela como parceira de negócios e desenvolvendo uma nova perspectiva em relação a ela.

No desfecho recente, a filha de Copola dispensa Vanderlei, o vendedor de verduras, e embarca em uma viagem com Stela rumo à Argentina, sem revelar claramente suas intenções em relação ao futuro do relacionamento delas.

Após alcançar esse triunfo, Paula participou das produções Cama de Gato, Cordel Encantado, Avenida Brasil, Joia Rara, A Regra do Jogo e Órfãos da Terra. Sua mais recente realização foi em Verdades Secretas II, a pioneira em formato de novela no Globoplay.

Relacionamentos

Tempos decorridos desde o lançamento de A Favorita, Paula Burlamaqui revelou, em uma conversa com o jornal O Globo, ter passado por uma vivência com uma companheira do mesmo sexo, sem mencionar quem essa pessoa seja.

“Foi uma coisa pontual. Era uma pessoa muito especial, forte… Acho que estamos no mundo para sermos felizes, sabe? A gente é que complica tudo por pressões e rótulos. A gente não namorava, mas tivemos um lance, até porque ela tinha outra pessoa”.

Atualmente, Paula está em matrimônio com o renomado ator Edu Reyes e estabeleceu residência em São Conrado, localizada na região sul do Rio de Janeiro. Durante uma entrevista à conceituada revista Caras, no ano anterior, ela expressou sua alegria pela união e aconchego proporcionado pelo lar.

“Nos mudamos para cá um mês antes de a pandemia começar e foi a melhor coisa que aconteceu, porque minha casa é no meio do mato. Fazia yoga, pegava sol. E foi o período que a gente casou. Foi fundamental para a relação. Não aguentaríamos um casamento começando, no meio de uma pandemia, dentro de um apartamento”, contou.

Ícone de sedução das décadas de 1980 e 1990, a artista mencionou, neste artigo para a revista Caras, que o processo de envelhecimento é extremamente desagradável. Preocupada com sua aparência, ela cuida de seu corpo através de exercícios físicos e tratamentos estéticos não cirúrgicos.

“Sempre falo que envelhecer é o castigo do ser humano. É uma tristeza você ir perdendo o colágeno da barriga, do braço, vai ficando cheia de ruga no pescoço. Acho uma coisa horrorosa envelhecer. Mas não tem jeito. Tem é que trabalhar sua cabeça. A outra opção é morrer. Eu não gosto de envelhecer. Acho muito ruim. Se eu pudesse, pararia de envelhecer aos 30 anos (risos)”, brincou.

Polêmica de Paula Burlamaqui

Paula Burlamaqui (Foto: Selmy Yassuda/Globo)
Paula Burlamaqui (Foto: Selmy Yassuda/Globo)

No ano de 2016, devido à circulação de um vídeo na web, Paula decidiu entrar com uma ação legal contra a enorme empresa Google, que foi sentenciada a compensar a artista com o valor de vinte mil reais.

O vídeo, que fazia parte do longa-metragem Procuradas (2004), ganhou uma enorme popularidade, sendo difundido como se fosse um registro íntimo.

O argumento fornecido pela equipe de defesa de Paula Burlamaqui afirma que “a representação dá a entender que a Apelante, após ser insultada como ‘promíscua’, sofre um episódio psicótico e, aos berros, remove freneticamente suas vestimentas, como alguém completamente descontrolado”.

Em outro caso análogo, relacionado à Microsoft e sua plataforma de pesquisa, o Bing, foi estipulado um montante de R$ 50 mil.

Paula sustenta sua defesa, alegando que sua honra, dignidade e privacidade foram violadas e desrespeitadas, resultando em repercussões negativas em sua carreira devido à divulgação das imagens, incluindo obstáculos em obter contratos para projetos de marketing, os quais requerem que o artista não esteja envolvido em controvérsias.

Lucas Goia

Autor(a):

Lucas Goia