Estrela da Globo, longe da televisão, abre o jogo sobre vida nas drog*s: “Não me arrependo”


Maitê Proença e Lima Duarte fizeram par romântico em "O Salvador da Pátria" (Foto Reprodução)
Maitê Proença e Lima Duarte (Foto Reprodução/ Globo)

Longe das novelas desde 2016, artista que foi estrela da Globo relatou sua experiência com as drog*s e a bebida

Maitê Proença se tornou uma das grandes atrizes brasileiras logo quando surgiu na televisão, na década de 1970.

No entanto, por trás da grande estrela da TV, existe uma história trágica relacionada a problemas familiares que abalaram toda a vida da artista.

Nascida em São Paulo, a atriz viveu por muito tempo em Campinas, onde os primeiros conflitos aconteceram.

Aos 12 anos, ela teve que lidar com o assassinato da mãe pelo próprio pai, que esfaqueou a esposa por ciúme. Além disso, Proença também presenciou o suicídio dele e o do irmão, tempos depois.

Dessa forma, todo esse histórico de traumas fez Maite Proença enfrentar uma fase difícil na qual acabou entrando no mundo das drogas – segundo ela, sem maiores danos.

Maitė (na foto em Dona Beija, 1986), ainda adolescente, sofreu com ansiedade e depressão. Tais doenças eram tratadas com fortes medicamentos.

O momento delicado a fez ter contato com os mais variados tipos de drogas, experiência que ela relatou em entrevista à revista IstoÉ Gente, em 27 de setembro de 1999.

“Não me arrependo de nada, mas acho que tive sorte porque outros pararam ali e ficaram. Eu consegui sair. Consumi diversas drogas em várias épocas e desde cedo. A primeira vez que fumei maconha foi aos 14 anos. Era haxixe, na verdade. Não senti nada”, declarou.

“Acho que, num período da minha vida, já no Rio, bebi demais. Eu perdi um pouco a medida do álcool, uma bebida que não consideram droga, mas é uma das mais perigosas porque é liberada. Admito que pisei na bola com bebidas. É uma droga que tenho que tomar cuidado” ressaltou ela.

A atriz Maitê Proença
Maitê Proença (Foto: Reprodução/Internet)

A famosa faz confissão

A atriz sempre fez questão de frisar que nunca se tomou dependente química e, felizmente, não sofreu enquanto consumia substâncias lícitas ou ilícitas, nem para abandoná-las.

Assim, na busca por conhecimento em uma fala que gerou polêmica, por atribuir ao uso de entorpecentes o mesmo efeito de terapias desenvolvidas por profissionais de saúde.

“Se a droga for usada de maneira boa – não sei se a palavra é essa -, ela amplia sua visão, troca sinapses e desfaz condicionamentos. A droga bem usada resume dez anos de análise”,  contou.

“Isso me aconteceu, não estou falando irresponsavelmente. Eu era uma e virei outra. Desfiz traumas de 30 anos em uma noite. Virei outra”, afirmou Maitė.

“Aquela dor desmoronou, virou nada, com uma só compreensão. O que eu fiz em seguida foi elaborar o entendimento. Larguei todas as drogas que usei sem qualquer sofrimento”, concluiu.

Maite Proença, hoje com 65 anos, carrega um currículo de peso, com sucessos coma Jogo da Vida (1981), Guerra dos Sexos (1983). Sassaricando (1987).

Tambem fez parte de O Salvador da Pátria (1989, foto acima, com Lima Duarte), Felicidade (1991). Torre de Babel (1998), Da Cor do Pecado (2004), entre outras.

Longe da Globo desde que atuou em Liberdade, Liberdade (2016), a atriz acionou a emissora na Justiça em um processo relacionado a direitos trabalhistas. Recentemente, ela surpreendeu ao aparecer de cabelos escuros para a sua mais nova personagem.

Maité assinou com a Netflix para uma participação especial na terceira e última temporada da série Bom Dia, Veronica, onde viverá a mãe do vilão Doum. interpretado por Rodrigo Santoro que também acertou com o streaming para o desfecho da obra.

Maitê Proença (Foto: Reprodução/Internet)
Maitê Proença (Foto: Reprodução/Internet)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.