Estrela da Globo se negou a gravar cenas na emissora após se aposentar: “É uma brincadeira”


Artista da Globo se recusou a regravar cenas (Foto: reprodução/Globo)
Artista da Globo se recusou a regravar cenas (Foto: reprodução/Globo)

Artista da Globo alegou cansaço e se recusou a regravar material que já estava pronto para série produzida pela emissora

O ator que já participou de vários sucessos na televisão brasileira, Ney Latorraca, não faz mais parte da série “Brasil A Bordo” da Globo. Isso porque o ator se recusou a regravar cenas e foi substituído por Marcos Caruso.

Assim, de acordo com o “Notícias da TV”, Ney já havia gravado episódios como o personagem que estava vivendo, comandante Durval, quando a emissora quis mudar a caracterização do personagem.

Então, o ator alegou cansaço e se recusou a repetir todo o trabalho.

Ainda, segundo a publicação, a emissora informou que não houve mal-estar entre as partes e que entende o ponto de vista de Ney que já tem 76 anos e não esperava gravar mais do que o tempo previsto em contrato.

“Ele me disse que não tinha fôlego para fazer tudo de novo”, declarou o criador da série, Miguel Falabella, ao jornal O Estado de S. Paulo no dia 18 de novembro de 2016.

Ator Ney Latorraca (Foto: Reprodução)
Ator Ney Latorraca (Foto: Reprodução/ Globo)

A emissora resolveu regravar a série

“As imagens tinham um enquadramento muito parado. Sentimos falta de uma linguagem mais dinâmica, com a câmera em movimento”, justificou Miguel, apontando outros problemas nas gravações.

Oficialmente, na época, a Globo informou que “não houve crise” e que a “decisão acabou tomada em comum acordo por ambas as partes”.

Criada para ser exibida nas noites de domingo, após o “Fantástico”, a serie “Brasil a Bordo” acabou gravada em 2016. Mas acabou sendo exibida na televisão aberta somente em janeiro de 2018, com fria recepção por parte do público. Antes disso, estreou no Globoplay em maio de 2017.

Conforme informações, a Globo postergou a estreia por conta do acidente aéreo que vitimou 71 passageiros no final de 2016, incluindo dirigentes e atletas da Chapecoense, que disputaria a final da Copa Sul-Americana daquele ano.

Brasil a Bordo não é um documentário, trata-se de ficção. É uma brincadeira sobre uma companhia falida, então as personagens fazem coisas que profissionais do ramo da aviação jamais poderiam fazer“, explicou o criador da série, Miguel Falabella, na época do lançamento.

Além de Marcos Caruso, participaram do projeto nomes como Arlete Salles, Stella Miranda, Maria Vieira, Mary Sheila, Maria Eduarda Carvalho e Magno Bandarz, entre outros.

Ney Latorraca e Miguel Falabella (Foto: reprodução/Globo)
Ney Latorraca e Miguel Falabella (Foto: reprodução/Globo)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.