Estrela de ‘Vai na Fé’ ironiza pagamento recebido da Globo; descubra o valor chocante


Caio Manhente e Clara Moneke em cena de Vai Na Fé. Foto: Reprodução / Globo
Caio Manhente e Clara Moneke em cena de Vai Na Fé. Foto: Reprodução / Globo

Curioso para saber quanto a Globo pagou ao artista de ‘Vai na Fé’? Ele mesmo revela o valor, mas não sem uma pitada de deboche

O ator Caio Manhente, conhecido por seu papel em “Vai na Fé”, expressou sua insatisfação em relação aos valores recebidos pela comercialização de novelas em que atuou. Em novembro de 2021, ele expôs sua indignação nas redes sociais ao revelar os valores recebidos pela comercialização de cinco novelas, incluindo “O Sétimo Guardião” e “Boogie Oogie”. Mostrando uma carta da emissora, ele ironizou o cachê recebido, que totalizou apenas R$ 395.

+ Desabafo emocionante! Artista revelou sua dor ao ser substituído em novela famosa: “Ainda me dói”

Mais recentemente, em “Vai na Fé”, Manhente interpreta Rafa, um jovem depressivo lidando com questões familiares complexas. Ele destacou a profundidade do personagem, reconhecendo a responsabilidade de abordar temas contemporâneos, como a depressão, e revelou o intenso processo de preparação para o papel.

Com uma carreira que teve início aos oito anos, o ator acumulou diversos trabalhos na televisão, passando por produções na Globo e na Record. Ele atribuiu sua inspiração para atuar a Xuxa Meneghel, lembrando sua infância e a admiração pela apresentadora.

+ Mudança de vida: jornalista escolhe o isolamento após longa trajetória na Globo

Apesar de não ter participado dos DVDs da Xuxa, Manhente reconhece a influência dessa admiração em sua jornada como ator. Sua carreira, marcada por uma variedade de papéis, revela uma trajetória dedicada à arte de atuar, influenciada por suas experiências desde a infância.

Isso captura os pontos principais da notícia, oferecendo uma visão informativa e descritiva sobre o ator Caio Manhente e suas experiências na indústria televisiva, além de sua visão sobre a remuneração em produções passadas.

Vai na Fé

A história gira em torno de Sol, uma mulher batalhadora que vende marmitas e tem sua vida transformada ao reencontrar um antigo amigo, Vitinho, agora assistente de um cantor decadente, Lui Lorenzo. Ela é convidada a realizar seu sonho de ser backing vocal e dançarina, mas isso desencadeia uma série de desafios.

Enquanto alcança a fama, Sol enfrenta hostilidades na igreja devido ao seu comportamento considerado “mundano”. Além disso, ela se vê no meio de um triângulo amoroso entre seu antigo amor de juventude, Ben, e Lui, o cantor que se encanta por ela.

O empresário Theo, amigo de Ben, está obcecado por Sol e é capaz de manipular e destruir relações para tê-la. Sua esposa Clara sofre abuso psicológico, afetando também o filho deles, Rafa, que lida com depressão.

Sol (Sheron Menezes) e Theo (Emilio Dantas) como personagens principais de Vai Na Fé. Foto: Reprodução/TV Globo.
Sol (Sheron Menezes) e Theo (Emilio Dantas) como personagens principais de Vai Na Fé. Foto: Reprodução/TV Globo.

Sol, como nova backing vocal, enfrenta problemas com Érika, a substituída, que junto a um jornalista de fofocas, planta notícias falsas sobre ela e o cantor. A mãe de Lui, Wilma, uma atriz esquecida, administra a carreira do filho e entra em conflito com Sol.

Enquanto isso, na família de Sol, sua filha mais velha, Jenifer, enfrenta dificuldades na faculdade por ser bolsista, lidando com uma influenciadora digital arrogante, Guiga. Jenifer vive dilemas da juventude com seus amigos, contando com o apoio de Kate, filha de Bruna.

Essa trama envolve conflitos amorosos, intrigas familiares, dilemas da juventude e uma série de relações complexas que se entrelaçam, trazendo à tona segredos do passado e desafios contemporâneos.

Audiência

A novela estreou com 22,4 pontos no horário principal e 5,4 no alternativo, marcando uma performance melhor que sua antecessora, porém, registrando a segunda pior estreia na faixa das sete. A audiência oscilou, atingindo 17,2 pontos no sexto capítulo e acumulando uma média de 20 pontos na primeira semana, o que se configurou como a pior semana inaugural desde o início da faixa, equiparando-se a outro título recente.

Entretanto, houve uma virada após as primeiras semanas, evidenciada pela marca de 23,7 pontos e picos de 24,9 em 6 de fevereiro. O crescimento se consolidou no dia seguinte, alcançando 24,4 pontos e pico de 26,3. A novela passou a manter médias consistentes de 22 a 23 pontos, superando suas antecessoras e apresentando o melhor desempenho desde uma produção anterior.

Cartaz de Vai na Fé. Foto: Divulgação/TV Globo.
Cartaz de Vai na Fé. Foto: Divulgação/TV Globo.

A ascensão continuou com novos recordes: em 27 de março, a trama atingiu 25,8 pontos e picos de 28,2, registrando o melhor desempenho em dois anos no horário das 19h. No mês seguinte, em 15 de maio, marcou 26,1 pontos, superando até mesmo produções como o Jornal Nacional e a novela das nove, tornando-se a maior audiência do dia. Este padrão de crescimento persistiu, alcançando picos de 27,8 pontos e um share significativo de 40,6% em agosto.

O desfecho da novela não decepcionou: o último capítulo registrou 26,7 pontos no horário principal, com picos de 29,3 e um share de 43,2%, marcando a maior média de um encerramento desde uma novela anterior. A média geral da novela foi de 23,3 pontos, um aumento notável nos índices da faixa, porém, comparativamente, foi uma das menores médias já registradas. No entanto, o destaque vai para o faturamento recorde, que superou até mesmo fenômenos anteriores, estabelecendo um novo marco no horário das sete.

Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.