Estrela de “Toma lá da cá” faleceu no auge da carreira e deixou o país em luto: “É fulminante”


Elenco de "Toma Lá, Dá Cá" (Foto: reprodução/ Globo)
Elenco de "Toma Lá, Dá Cá" (Foto: reprodução/ Globo)

Artista que fez muito sucesso em elenco do programa humorístico “Toma lá da cá” faleceu após alcançar o sucesso

O ator Ítalo Rossi  experimentou oauge da popularidade se deu em 2008, quando ingressou na segunda temporada de “Toma Lá, Dá Cá” como seu Ladir.

Então, citado na primeira leva de episódios do programa, o esposo de dona Álvara (Stella Miranda) despertou a curiosidade do público e ganhou vida através do ator, que eternizou o bordão “é mara!”.

Ademais, para a revista Quem, de 5 de maio de 2008, Rossi revelou os bastidores de seu ingresso na atração:
“Miguel Falabella me contou, em outubro do ano passado, que estava criando um personagem para mim”.

“Eu estava em casa, sem fazer nada, esperando a liberação de direito autoral de uma peça para tentar patrocínio. E, do nada, ligaram da Globo para eu assinar o contrato para o programa. Foi um presentão”, contou Ítalo.

Dessa forma, o termômetro do sucesso, naquele momento, passava pela reação das pessoas da rua e pelos telefonemas para o canal, além de menções em redes sociais.

Ítalo Rossi em "Toma Lá, Dá Cá" (Foto: reprodução/ Globo)
Ítalo Rossi em “Toma Lá, Dá Cá” (Foto: reprodução/ Globo)

O ator curtiu a fase de sucesso

“É incrível o que as pessoas andam pensando. Televisão é fulminante com a gente! Taí um trabalho divertido, pela resposta imediata do público“, relatou.

“Então, o Falabella me disse que já são mais de 5 mil chamadas por dia na central de telespectadores da Globo, de gente elogiando o Ladir. Não tenho Orkut, mas me disseram que ele já tem cinco comunidades“, celebrou.

A expressão que ganhou o povo veio da criação de Falabella, que dividia a redação final com Maria Carmem Barbosa e interpretava o irritadiço Mário Jorge:

“Tudo é mara’, é um delirio. Foi o Falabella quem criou esse bordão para mim. As pessoas me encontram na rua dizendo: ‘Oi, italo, tá tudo ‘mara’ com você?’. Eu respondo: ‘Sim, tá tudo ‘mara”!”, disse.

Dessa forma, “Toma Lá, Dá Cá” acabou sendo o último trabalho de Ítalo Rossi na televisão. O artista faleceu em 2 de agosto de 2011, aos 80 anos.

O ator veio a obito após dois dias internado no hospital Copa D’Or, Rio de Janeiro, com complicações respiratórias. E, acabou sendo velado e sepultado no cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona portuário do Rio.

Ítalo Rossi (Foto: reprodução/ Globo)
Ítalo Rossi (Foto: reprodução/ Globo)
Bruna Alves

Autor(a):

Bruna Alves

Eu sou Bruna Alves, redatora de notícias da televisão e celebridades desde 2016, com passagens em alguns sites da área ao logo desse tempo. No FATOS DA TV, trago notícias com credibilidade e responsabilidade aos leitores, relembrando acontecimentos passados da TV e dos famosos, mas também deixando os leitores atualizados com assuntos da atualidade.