Após implorar por emprego, ex-galã decidiu processar a Globo


Kadu Moliterno decidiu processar a Globo. (Foto: reprodução/Montagem)
Kadu Moliterno decidiu processar a Globo. (Foto: reprodução/Montagem)

Kadu Moliterno chegou a implorar para voltar à Globo

Durante as décadas de 1970 e 1990, um dos galãs mais populares da Globo era Kadu Moliterno, um rosto conhecido pelos telespectadores devido à sua participação em diversas novelas icônicas, como Selva de Pedra (1972), A Viagem (1976), Cabocla (1979), O Dono do Mundo (1991), Renascer (1993), Pátria Minha (1994), Celebridade (2003), Da Cor do Pecado (2004) e Malhação (1997, 2002, 2011), dentre outras.

No entanto, aos 70 anos, Kadu está atualmente afastado da televisão, mas não por escolha própria. A emissora carioca adotou uma política de contratos por obra, o que deu mais liberdade aos atores para trabalharem em outras emissoras. Assim, nos últimos anos, Kadu realizou alguns trabalhos na Record, como A Terra Prometida (2016), Belaventura (2017) e Topíssima (2019), que foi sua última novela até então.

Apesar de sua vasta experiência e prestígio na TV, Kadu Moliterno tem encontrado dificuldades para voltar à telinha. Em uma entrevista recente ao UOL, o ator revelou que está disponível para trabalhar, mas não tem recebido convites: “Eu quero que as pessoas saibam que eu quero e preciso trabalhar. As pessoas me perguntam: ‘Por que você não volta?’ E eu respondo: ‘Porque não me chamam'”.

Kadu Moliterno está afastado da TV. (Foto: Reprodução/Montagem)
Kadu Moliterno está afastado da TV. (Foto: Reprodução/Montagem)

Ator processou a emissora

Além disso, Kadu contou que chegou a ligar para a Globo para oferecer seus serviços no remake de Pantanal, que foi ao ar até outubro. Ele afirmou que havia um personagem que seria adequado para ele e que já havia trabalhado em várias novelas de Benedito Ruy Barbosa, o autor original de Pantanal. No entanto, o ator acredita que eles escolheram trabalhar com pessoas que já fazem parte do elenco da emissora.

E após enfrentar essa situação, o galã decidiu tomar uma atitude radical, abrindo um processo contra emissora carioca. Segundo informações do site Notícias da TV, o ator pede reconhecimento de vínculo empregatício com emissora enquanto era contratado como Pessoa Jurídica, sem carteira assinada.

Inicialmente, o famoso não pede uma quantia alta de indenização, com o valor da causa sendo de R$ 1 mil para cobrir despesas fiscais, mas isso seria apenas uma estratégia da defesa do ator.