Faustão foi processado por pessoa que ele menos esperava: “Uma doença progressiva”


Faustão foi processado por pessoa que ele menos esperava (Foto: Reprodução, Globo)
Faustão foi processado por pessoa que ele menos esperava (Foto: Reprodução, Globo)

Conhecido por falar bastante durante o antigo Domingão na Globo, Faustão foi processado por uma pessoa que ele não esperava

Em meio a tantas piadas, um membro da equipe ficou famoso por todo o envolvimento que tinha com o público. Calado e sisudo, era o alvo preferido do Faustão na hora das piadas. Com cara de poucos amigos, ficava parado e seguia seu trabalho ignorando as brincadeiras do apresentador.

Chamado de “corno”,” tarado do asfalto”, “gaúcho do armário”, “mais antigo câmera da América Latina”, entre outros, o funcionário virou um personagem do programa. Na hora do quadro As gatinhas do Faustão, também ouvia as piadas e uma trilha sonora que ia de Maysa a Agostinho dos Santos.

Câmera Ivalino Raimundo da Silva que processou Faustão (Foto: Reprodução, Globo)
Câmera Ivalino Raimundo da Silva que processou Faustão (Foto: Reprodução, Globo)

Em 1995, o câmera finalmente perdeu a paciência e processou a Rede Globo e Fausto Silva, pedindo uma indenização de um milhão de reais por dano moral e material. A Globo recorreu alegando que não houve desrespeito aos direitos individuais do câmera e que ele teria autorizado o uso de sua imagem.

Morte do Câmera

Gaúcho, que sofria da doença de Parkinson, foi internado após apresentar problemas pulmonares na véspera de Natal no Hospital Geral do Ingá, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Segundo Ruth Gomes Pereira, mulher de Ivalino, ele teve duas paradas cardíacas e não resistiu.

“Ele vinha sofrendo de Parkinson há 24 anos, desde que saiu da TV Globo, em 1996. Apesar de ser uma doença progressiva, ele levava uma vida normal”, disse Ruth à revista Quem.

Faustão (Foto: Reprodução, Globo)
Faustão (Foto: Reprodução, Globo)

O Domingão do Faustão foi um programa de auditório apresentado por Fausto Silva exibido pela TV Globo entre 26 de março de 1989 a 13 de junho de 2021. O dominical reuniu quadros com participação de artistas, atrações musicais e as tradicionais “videocassetadas”, que mostram situações inusitadas registradas em vídeos caseiros.