Filho adotivo do diretor Jorge Fernando largou tudo para viver sozinho em ilha deserta


Diretor Jorge Fernando. (Foto: reprodução)
Diretor Jorge Fernando. (Foto: reprodução)

Em outubro de 2019, Jorge Fernando faleceu aos 64 anos, no Rio de Janeiro. Apenas alguns meses depois, a sua mãe, a atriz Hilda Rabello, também partiu, algo que gerou bastante comoção na época, uma vez que amigos afirmaram que o estado de saúde da veterana se agravou justamente pela tristeza profunda com a morte do filho.

Mas quem também sentiu bastante a perda de Jorge Fernando e Hilda foi Marcelo Barros. O ator, que vive recluso há quase 10 anos, era tido como um filho adotivo do diretor e também tinha uma relação bastante próxima com a atriz.

Marcelo estreou na TV em 1995, em A Próxima Vítima, mas seu papel de maior destaque foi em Alma Gêmea (2003), novela dirigida por Jorge Fernando, onde deu vida a Alaor, um nordestino divertido que morava na pensão de Divina (Neusa Maria Faro).

Marcelo Barros largou a carreira de ator. (Foto: reprodução)
Marcelo Barros largou a carreira de ator. (Foto: reprodução)

Ator vive recluso em ilha

Depois, Marcelo esteve em O Profeta (2006), Caras & Bocas (2009), Ti-Ti-Ti (2010) e no remake de Guerra dos Sexos (2012). Porém, depois disso, ele simplesmente decidiu largar tudo para viver recluso em uma ilha deserta.

O ator passou a morar em uma mansão de Jorge Fernando, que fica na Ilha de Itacuruçá, no Rio de Janeiro. Lá, o ex-global leva uma vida bastante pacata, convivendo com animais de estimação e praticando pesca. Ele tem apenas o auxílio de um funcionário, que é o responsável por levá-lo até a cidade sempre que precisa de algo.

Jorge Fernando conheceu Marcelo quando ele tinha apenas 17 anos e morava no Recife. O diretor o trouxe para o Rio de Janeiro e passou a tratá-lo como um filho. “Tinha 17 anos e fazia Capitães da Areia. No Recife, era quase impossível o sonho de ser ator. Ele é meu tutor, me trouxe para o Rio. Fui engajado na família dele, me deu direcionamento de vida, me deu amor de pai”, declarou o ator.