Funcionário de Silvio Santos quis tirá-lo do ar aos domingos no SBT


O apresentador Silvio Santos (Foto: Reprodução/SBT)
O apresentador Silvio Santos (Foto: Reprodução/SBT)

Carlos Alberto de Nóbrega quis que Silvio Santos saísse dos programas dominicais

Silvio Santos ficou muito mais tempo no ar do que os planos do apresentador, visto que Senor Abravanel pretendia começar a se aposentar de forma gradual a partir de 1990.

Neste ano, a Folha de S. Paulo realizou matéria que dizia que o SBT planejava dar início ao afastamento de Silvio que, à época, ocupava ferozmente a grade do canal.

+ Atriz destaque de ‘Pantanal’ confessou trair o marido: ” Não tenho vergonha”

“Ele faria um novo programa para ir ao ar durante a semana. O programa faz parte de uma série de mudanças em diferentes setores do SBT”, declarou Carlos Alberto de Nóbrega.

“Sugerimos ao Silvio. Ele está pensando se aceita ou não. Seria um programa de uma hora e vinte minutos de duração, nos moldes do quadro Show de Prêmios, com farta distribuição de eletrodomésticos, bicicletas, motos, casas e automóveis, entremeado com a parte musical. Ele gostou da ideia”, continuou Nóbrega.

“Porque o programa de domingo deixou de ser do Silvio desde que o Gugu passou a dividir a sua apresentação”, finalizou.

+ Atriz de O Rei do Gado admitiu vergonha de ter feito a novela: “Quase não aceitei”

A reportagem listou fatores para Silvio Santos deixar os domingos. O primeiro deles era saúde. O apresentador, na época, teve problema nas cordas vocais que poderiam tê-lo tirado da televisão e, por isto, o dono do SBT impediu que Gugu fosse para a Globo, visto que ele precisava de alguém para compartilhar a condução de seu programa.

Carlos Alberto de Nóbrega e Silvio Santos (Foto: Reprodução)
Carlos Alberto de Nóbrega e Silvio Santos (Foto: Reprodução)

Tentativa de carreira política

A vida política de Silvio também foi citada como fator, visto que o apresentador e empresário foi candidato à Presidência da República, governador de São Paulo e, por pouco, não tentou a prefeitura da capital do estado citado.

Se eleito por algo, o SBT precisaria de alguém para substituí-lo. “Aos pouquinhos, a emissora deveria contratar outros animadores, como César Filho e Nei Gonçalves Dias para dividir com Silvio a carga do programa. Porque amanhã, se ele quiser ser governador, presidente ou senador, ele só fará falta por uma hora”, esclareceu o rosto mais conhecido de A Praça é Nossa.

“Imagina se o Silvio deixar o programa amanhã, que prejuízo causará para a emissora? O Programa Silvio Santos é responsável por 30% do faturamento da casa”, continuou Carlos Alberto.

Em maio de 1998, a Folha de S. Paulo anunciou: “Começou a contagem regressiva para Silvio Santos sair do ar. O apresentador, que está há 39 anos na TV, marcou a data de sua aposentaria em programas de auditório”.

Silvio deu entrevista à Folha. Nela, o ator disse: “Quero sair de cena em um ano e meio ou dois”. E finalizou com as seguintes palavras: “Se a repercussão de minha saída e a vaidade dos meus possíveis sucessores atrapalharem, posso adiar os planos, mas não gostaria”.

Fusão com outra emissora

Os sucessores natos de Silvio, na época, eram Gugu e Celso Portiolli. O dono do SBT disse ainda que, o futuro da emissora consistia em se fundir com grupo estrangeiro. O apresentador, inclusive, chegou a ir ao México para conversar com a Televisa.

“Fazer fusões é o destino de toda emissora. Pode não ocorrer agora, pode nem ser com a Televisa, a Disney ou outra empresa, mas a fusão será inevitável no futuro do SBT”, pontuou Senor Abravanel.

Carlos Alberto de Nóbrega e Silvio Santos. (Foto: reprodução)
Carlos Alberto de Nóbrega e Silvio Santos. (Foto: reprodução)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.