Eleito homem mais bonito do Brasil, galã da Globo morreu falido e teve apenas seis pessoas no seu velório


Francisco Di Franco foi galã da Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)
Francisco Di Franco foi galã da Globo. (Foto: reprodução/Montagem/Fatos da TV)

Após enorme sucesso nos anos 1970, ex-galã da Globo perdeu tudo e teve morte solitária

Em 1971, o ator Francisco Di Franco fez sua primeira aparição na televisão, na novela “Bandeira 2”, exibida pela Globo. Mas foi somente em 1972 que ele alcançou seu maior sucesso, quando interpretou o papel principal em “Jerônimo”, uma trama exibida na extinta TV Tupi, na qual foi chamado de “Herói do Sertão”.

Durante os anos 70, Di Franco participou de várias outras novelas de grande sucesso, estrelou diversas campanhas publicitárias e chegou a ser eleito o homem mais bonito do Brasil em 1972. Apesar de ter sido um galã famoso da TV Globo, o ator passou seus últimos dias afastado da televisão e trabalhando como servidor público na prefeitura de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

Infelizmente, ele acabou perdendo tudo e morreu praticamente sozinho, com o registro de apenas seis pessoas presentes em seu velório. Em seus últimos anos de vida, Di Franco foi diagnosticado com câncer de pulmão e faleceu em decorrência da doença em abril de 2001, em São Paulo.

Francisco Di Franco foi protagonista da novela Jerônimo, o Herói do Sertão. (Foto: reprodução/Tupi)
Francisco Di Franco foi protagonista da novela Jerônimo, o Herói do Sertão. (Foto: reprodução/Tupi)

Ator morreu falido e esquecido no interior de São Paulo

Durante seu tempo na televisão, ele teve papéis em várias novelas e também trabalhou no cinema, incluindo um papel no filme “Até Que a Vida Nos Separe”, lançado em 1999 e estrelado por um elenco de peso, incluindo Murilo Benício, Alexandre Borges e Júlia Lemmertz.

Um dos últimos registros do ator Francisco Di Franco, em 1994. (Foto: reprodução/YouTube)
Um dos últimos registros do ator Francisco Di Franco, em 1994. (Foto: reprodução/YouTube)

Ao longo de sua vida, o ator se casou duas vezes e teve um filho de cada casamento. No entanto, mesmo após sua morte, a falta de apoio de seus fãs e sua condição financeira difícil foram lembrados como aspectos tristes de sua vida.