Galã da Globo virou vendedor ambulante após noticia de cenoura enfiada no c*


Galã da Globo virou vendedor ambulante após noticia de cenoura enfiada no c* (Foto: Reprodução)

Depois que uma notícia sobre um galã da Globo envolvendo cenoura foi divulgada, sua carreira foi prejudicada e ele virou vendedor ambulante

Um grande ator da Globo passou por momentos difíceis em sua carreira, e uma notícias sobre cenoura levou a um desses. O galã acabou tendo sua vida profissional prejudicada pelo ocorrido,

Mário Gomes, ex-galã da Globo, relembra o boato que mais marcou sua carreira: o de que teria dado entrada num hospital nos anos 70 com uma cenoura entalada no ânus.

Em entrevista ao podcast ‘Cara a Tapa’, ele diz que a informação foi espalhada pelo produtor Carlos Imperial e pelo diretor Daniel Filho, que queria manchar a imagem de Mário Gomes após o ator viver um caso com sua então esposa, Betty Faria.

Ator Mário Gomes (Foto: Reprodução)
Ator Mário Gomes (Foto: Reprodução)

Mário Gomes afirma que esse não foi o único boato que a dupla espalhou sobre sua vida. Segundo o ator, eles também inventaram que ele caiu da ponte Rio-Niterói e divulgaram informações falsas sobre seu pai, na época já morto.

O ator diz que, a princípio, só se incomodou com as mentiras sobre seu pai. Sobre o boato da cenoura, afirma: “Eu fui ver e ri, achei engraçado. ‘Ao dar entrada na maternidade Fernando de Magalhães, entalado com uma cenoura, o ator não sei o que lá, para a retirada do tubérculo…’ Eu achei aquilo… Foi uma colocação jocosa, óbvio, uma brincadeira de péssimo gosto, mas uma brincadeira”.

Quase teve Briga

Ele pensou em brigar com o diretor, mas desistiu: “Ninguém ia entender que eu fui lá por causa do meu pai. Queriam muito que eu fosse, mas eu sabia que eu não ia. Sou contra a violência física, mas o Daniel achava que eu era a favor, porque com 19 anos eu tinha brigado com um cara e dado um soco nele”.

Ator Mário Gomes (Foto: Reprodução)
Ator Mário Gomes (Foto: Reprodução)

“Eles trabalharam num centro espírita, eles trabalharam com panfletos dentro da própria emissora, fizeram uma campanha violenta dizendo que a história da cenoura era verdadeira. “. Disse Mário Gomes.

Depois, no entanto, Mário diz que ficou “apreensivo” com os ataques que passou a receber: “Quebraram a antena do meu carro, arranharam o carro, xingavam quando eu passava. As pessoas ficaram indignadas. Não podia ser gay”. Bolsonarista convicto e contra a “ideologia de gênero”, o ator completa: “Se fosse hoje, eu ganhava o papel principal. Hoje é o contrário: você tem que ser gay de qualquer maneira, mesmo que você não queira”. Disse por fim.