Galvão Bueno desabafa sobre não narrar mais jogos e expõe tristeza após decisão


Galvão Bueno possui relíquia no meio do quintal (Foto Reprodução)
Galvão Bueno (Foto Reprodução/ Globo)

Galvão Bueno compartilha sua tristeza ao não narrar mais jogos

Galvão Bueno, um grande nome na narração esportiva no Brasil, recentemente passou por um momento de introspecção. Aposentado das cabines de narração após o término da Copa do Mundo de 2022 no Catar, o veterano da comunicação esportiva se mostrou sentimental ao enfrentar a nova realidade de ser apenas um espectador durante as eliminatórias da Copa do Mundo entre Brasil e Bolívia.

Ele comentou que se sentia como se estivesse um pouco fora de seu elemento natural, o que é compreensível, considerando sua presença marcante por quase cinco décadas no mundo do futebol.

+ MC Cabelinho se vinga e surpreende com decisão drástica após separação de Bella Campos

Publicando suas reflexões em uma rede social, Galvão relembrou sua trajetória profissional impressionante, que abrange uma parceria de 42 anos com a emissora Globo e um total de 49 anos de envolvimento com a transmissão de eventos de futebol.

“Estou me sentindo um pouco estranho por ter virado telespectador”, avaliou ele, em post do Instagram. “É muito importante na vida de um profissional estar ali comandando as transmissões da Seleção Brasileira. Vou ficar até meio tristinho”, acrescenteou.

+ As famosas que abriram seu próprio negócio e faturam muito fora da Globo

Ele mencionou que esta seria a primeira vez desde meados da década de 1970 que ele não estaria ativamente envolvido na cobertura de um evento esportivo de grande magnitude, em particular, qualquer coisa relacionada à seleção brasileira de futebol.

Jornalista, comentarista e narrador esportivo Galvão Bueno (Foto: Reprodução)
Jornalista, comentarista e narrador esportivo Galvão Bueno (Foto: Reprodução/Internet)

Apoio para colega

O sentimento de nostalgia e talvez uma pitada de saudade também foram evidentes quando Galvão Bueno expressou seu apoio ao seu colega e, muitos diriam, sucessor na emissora Globo, Luis Roberto. Ele expressou seu desejo de que Luis Roberto assuma com sucesso a nova fase de sua carreira e atue de forma excepcional.

Além disso, ele deixou claro que, embora não esteja mais no comando da narração, ainda está torcendo fervorosamente para a seleção brasileira, especialmente agora sob a liderança do técnico Fernando Diniz.

Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.