Famoso gravou novela da Globo após detonar fortemente emissora e reclamar de boicote


Famoso aceitou convite da emissora após detonar o canal (Foto: Divulgação/Globo)
Famoso aceitou convite da emissora após detonar o canal (Foto: Divulgação/Globo)

Apesar das críticas à Globo, famoso aceitou o convite para integrar o episódio derradeiro 

O último capítulo do remake de Pantanal realizado pela Globo, em 2022, contou com a presença do cantor sertanejo Sérgio Reis que era forte apoiador do então presidente Jair Bolsonaro (PL) e, na época, havia adotado o discurso de que o então chefe de Estado era perseguido pela emissora. 

+ Participante pediu perdão para bispos da Record após provocar caos em A Fazenda

O cantor não foi o único membro do elenco original que estava presente no episódio final da obra. Assim como ele, Cristiana Oliveira (Juma), Giovanna Gold (Zefa) e Ingra Lyberato (Madeleine, na primeira fase), deram o ar da graça. Eles estiveram como convidados do casamento de Filó (Dira Paes) e José Leôncio (Marcos Palmeira). 

Curiosamente, Sérgio havia revelado, em maio de 2022, que não foi convidado pela Rede Globo para integrar o elenco da versão global da novela, porém pontuou que, se tivessem feito o convite, ele recusaria em solidariedade ao então presidente. 

+ Casado há vários anos, Celso Portiolli teve beijo roubado por participante em quadro: “Isso é assédio!”

O cantor sertanejo ainda declarou, em entrevista à Folha de S. Paulo, que o elenco só era composto por atores contrários ao governo de Jair Bolsonaro (PL), pois quem o apoiava não tinha vaga. 

Apesar das críticas à Globo e de dizer que não faria nada com a emissora, Reis elogiou as cenas que contavam com Tibério (Guito)- personagem que interpretou na versão original- e José Leôncio. 

Ele relatou, porém, que estas cenas não haviam na versão original e que a história tinha passado por muitas alterações. 

Sérgio Reis participou das gravações (Foto: Reprodução)
Sérgio Reis participou das gravações (Foto: Reprodução)

Homenagens 

A versão de Bruno Luperi homenageou, e muito, o elenco original, visto que, inclusive, contou com atores que fizeram parte deste. Marcos Palmeira- que interpretou José Leôncio- tinha feito Tadeu na primeira versão. 

Outro exemplo é o cantor e ator Almir Sater que, na versão de Benedito, havia dado vida a Trindade e voltou à novela como o chalaneiro Eugênio. Gisela Reimann tinha interpretado Érica na novela da Manchete e retornou como a mãe de sua personagem anterior. 

Paulo Gorgulho, em 1990, foi José Leôncio, na primeira fase, e retornou como seu filho José Lucas de Nada. Em 2022, ele apareceu logo de cara, no primeiro capítulo, como Ceci- um amigo do velho Joventino. 

A homenagem mais bonita, talvez, tenha sido ao falecido ator Cláudio Marzo que, graças às imagens de arquivo da Globo, pode aparecer como líder de uma comitiva fantasma que foi em direção à fazenda de José Leôncio. Na primeira versão, Cláudio interpretou Joventino, José Leôncio e o Velho do Rio.  

Após Pantanal, estrela da Globo encerou contrato de anos com a emissora (Foto: Reprodução)
Após Pantanal, estrela da Globo encerou contrato de anos com a emissora (Foto: Reprodução)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.