Globo perdeu ator para AIDS e se viu sem saída para conseguir substitui-lo em novela


Globo perdeu ator para AIDS e se viu sem saída para conseguir substitui-lo em novela (Foto: Reprodução, Montagem - TV foco)
Globo perdeu ator para AIDS e se viu sem saída para conseguir substitui-lo em novela (Foto: Reprodução, Montagem - TV foco)

Por conta da AIDS, Globo perdeu um grade ator e se viu em uma situação bastante complicada para continuar sua novela

Vida Nova, novela da Globo que foi exibida durante os anos de 1988 e 1989, passou por complicações durante sua reta final. Lauro Corona dava vida ao protagonista Manoel Victor, português que veio para o Brasil. O ator, lutava contra as complicações causadas pela AIDS e teve que deixar a trama. Com isso, o diretor Benedito Ruy Barbosa, teve que pensar em uma solução para esse grande problema.

O enredo da novela destacou o convívio de imigrantes europeus, sobretudo italianos, em um cortiço paulista do bairro do Bixiga, na década de 40. A alegre e sensual Laura (Yoná Magalhães), uma ex-prostituta conhecida como Lalá, é a rainha do cortiço, invejada e odiada pelas mulheres, mas desejada pelos homens.

Além disso, 0utro núcleo de destaque em Vida Nova é a casa do judeu Samuel (José Lewgoy), que proíbe o namoro de sua filha Ruth (Deborah Evelyn) com o aprendiz de padeiro Manoel Victor (Lauro Corona), por ele ser português e católico.

Ator Manoel Victor (Foto: Reprodução)
Ator Manoel Victor (Foto: Reprodução)

Por conta do afastamento do ator, os personagens vividos por Giuseppe Oristânio e Patrícia Pillar , se transformaram nos principais personagens de uma hora para outra. Essa foi a solução encontrada pelo diretor da novela.

A VIDA COM AIDS

De acordo com reportagens da época, Lauro Corona foi para o interior de São Paulo, onde se isolou até sua morte. Mesmo lutando contra a doença, algumas pessoas acreditavam que ele poderia voltar para finalizar as gravações de Vida Nova, o que acabou não acontecendo. Aos 32 anos de idade, no dia 20 de julho de 1989, Lauro Corona morreu.

O ator nasceu no Rio de Janeiro, em 6 de julho de 1957. Começou na Globo em 1977, no especial ‘Ciranda, Cirandinha’. Em novelas, sua estreia foi em ‘Dancin’ Days’, em 1978.

Ator Manoel Victor (Foto: Reprodução)
Ator Manoel Victor (Foto: Reprodução)

No teatro, estreou na década de 1970, na peça infantil ‘Seu Sol, Dona Lua’,’ de Marcos Sá. Em seguida, convidado pelo diretor Wolf Maya, atuou nas peças ‘As Cigarras e as Formigas’, de Maria Clara Machado, ‘A Estória de Copélia’, de Renato Coutinho, e ‘Simbad, o Marujo’, de Álvaro Guimarães.