Globo teve repórter agredido por mulher na tentativa de impedir gravação; caso gerou revolta


Repórter da Globo foi agredido (Foto: Reprodução)

Mãe e filha agrediram profissional da Globo

O jornalista Erick Rianelli, que exerce a função de repórter na Globo, em novembro do ano passado, teve seu trabalho dificultado por duas mulheres que lhe agrediram. 

+ Protagonista de “O Cravo e a Rosa” , se revoltou com emissora e tomou decisão drástica: “Não piso mais”

Uma delas era a defensora pública aposentada Claudia Alvarim Barrozo e a outra era sua filha. A situação se deu em Niterói. Na ocasião, Claudia havia sido denunciada sob acusação de ter cometido racismo contra dois entregadores e, ao reparar que estava sendo filmada por Erick e Raoni Alves- também repórter do G1-, ela se exaltou completamente. 

A filha de Claudia, assim que se deparou com a situação, derrubou o aparelho da mão do repórter e gritou que ele não podia filmar e, em seguida, a mãe da moça foi, de forma agressiva, na direção do profissional, ao ver que ele estava pegando o aparelho do chão. 

+ Datena abandonou programa ao vivo depois de receber notícia sobre neta internada no hospital

“Você acha isso correto? Você acha correto bater no rosto das pessoas e quebrar os óculos das pessoas?”, indagou Rianelli à filha de Claudia. Enquanto isto, Raoni Alves gravava tudo. O entrevero fez com que o nariz de Erick ficasse machucado. 

O rosto da aposentada não apareceu nas filmagens, pois foi coberto pela edição. Durante a confusão, ela tentou chutar Rianelli, mas não acertou o golpe.   

O jornalista Erick Rianelli (Foto: Reprodução/Globo)
O jornalista Erick Rianelli (Foto: Reprodução/Globo)

Repercussão do caso

Nas redes sociais, o caso se alastrou e, como sempre, diversos comentários sobre a situação surgiram, tanto de profissionais da área, quanto de anônimos. 

“Isso tudo é de um absurdo que não dá nem para descrever! Toda solidariedade ao Erick Rianelli. Merecemos ser respeitados no exercício do nosso trabalho”, pontuou a também repórter da GloboNews Bárbara Carvalho. 

“Apavorada com a agressão sofrida pelos jornalistas, incluindo o Erick Rianelli, pela racista e a filha dela. Meu Deus”, disse uma internauta. 

“Lesão corporal é crime. Felizmente foi leve e o Erick está bem. Mas, como marido e como colega de trabalho, não posso achar normal situações como essa”, se posicionou Pedro Figueiredo, marido e colega de trabalho de Erick Rianelli. 

Repórter sofreu agressão (Foto: Reprodução/Globo)
Repórter sofreu agressão (Foto: Reprodução/Globo)
Hudson William

Escrevo sobre notícias da TV e das celebridades há muitos anos com passagens, inclusive, por outros portais como TV Foco. Meu objetivo é informar com precisão e clareza.